Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Botão do pânico já auxilou mais de 100 vítimas de violência doméstica

Postado em: 14/04/2019

Compartilhe esta notícia:

A pouco mais de um ano, a Prefeitura de Sorocaba, por meio as Secretaria de Segurança e Defesa Civil (Sesdec), lançou uma plataforma digital de segurança pública chamado Botão do Pânico. Esse aplicativo tem por finalidade ajudar mulheres vítimas de violência doméstica em Sorocaba.

Nesse período o Botão do Pânico tem mostrado números bem significativos. Para o Perfeito José Crespo, a iniciativa é uma das melhores do Brasil: “O Botão do Pânico de Sorocaba é um meio de ajudar mulheres vítimas de violência, visto que a Guarda Civil Municipal (GCM), quando acionada, desloca-se no tempo médio de dois minutos até o local da denúncia”, conclui o Prefeito. Atualmente o aplicativo possui 331 mulheres cadastradas.

width=565

Segundo dados divulgados pela Sesdec, em 2018 o aplicativo foi acionado 59 vezes, dessas, 10 foram enganos e 49 foram efetivados com 7 presos e 4 liberados. Em 2019, foram 88 acionamentos no total, sendo 35 enganos e 53 efetivos. Destes, 12 foram presos e 6 liberados.

Como funciona

A mulher que se sentir violentada deve procurar a polícia para registar Boletim de Ocorrência (B.O). Com o B.O em mãos, a mulher deve se dirigir ao Fórum e apresentar o caso a justiça que é responsável por liberar a medida protetiva após avaliação do caso. Em seguida a vítima é encaminhada ao Centro de Referência da Mulher – Cerem, que está vinculado à Secretaria de Igualdade e Assistência Social (Sias) para realizar o cadastramento no sistema Botão do Pânico.

Nesse atendimento realizado pelo Cerem, a vítima recebe todas as orientações sobre sua participação no programa de proteção e como utilizar o aplicativo que está conectado direto no seu aparelho celular.

Caso o botão seja acionado, imediatamente um aviso com a exata localização da vítima é enviado ao Centro de Operações e Inteligência (COI), da Guarda Civil Municipal (GCM).

O Cerem está localizado na Avenida Juscelino Kubitschek, 400, no Centro. A unidade presta atendimento gratuito especializado e contínuo às mulheres acima de 18 anos e residentes em Sorocaba de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. As mulheres que sofrem agressão também podem acionar a Central de Atendimento à Mulher pelo número 180.

width=1280
Foto: Júlio Salvo

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Passeio turístico no rio Pinheiros tem selfie, capivara e mau cheiro oriundo de esgotos

Secretaria do Estado da Saúde monitora caso suspeito de Coronavírus em São Roque

Homem morre atropelado após cair nos trilhos da CPTM na estação Barra Funda, em São Paulo

Vacinação contra a gripe começa nesta quarta-feira e será por etapas

Ex-técnico do São Bento se manifesta após ser acusado de estupro

Secretária não vai a audiência; vereador ironiza: “Se inaugura recape, ela vai”