Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Procon orienta consumidores para as compras às vésperas de Natal

Postado em: 20/12/2018

Compartilhe esta notícia:

O Natal é, sem dúvida, a data mais aguardada do ano para lojistas e consumidores, época em que as vendas disparam. Mas para comprar também é preciso de alguns requisitos básicos para se evitar situações constrangedoras.

O superintendente do Procon Sorocaba, Laerte Molleta, dá algumas dicas para que o consumidor faça suas compras com segurança, principalmente nesses dias que antecedem o Natal.

A principal orientação continua sendo a pesquisa de preços. De acordo com Molleta, alguns produtos podem ter diferença de preços de um lugar para outro, “por isso, a nossa orientação aos consumidores é que se façam uma pesquisa de preços, embora demande tempo. Mas o resultado pode ser bem mais positivo do que a perda de tempo pesquisando propriamente dita”, diz o superintendente do Procon. Molleta alerta também que o consumidor guarde as notas fiscais para ter direito ao ressarcimento ou troca do produto, caso apresente alguma avaria.

Outra informação aos consumidores passadas por Molleta é quanto à entrega. De acordo com ele, ao comprar pela internet – principalmente -, o consumidor deve ficar atento ao valor que a loja está cobrando só para a entregar o produto. “Muitas lojas podem colocar esse valor de uma forma que o consumidor não se atenta, por isso é importante verificar para não ter nenhuma surpresa ao pagar a compra”, diz.

Ele orienta que deve-se sempre se guiar por uma pesquisa prévia dos preços dos produtos, mesmo por lojas ou catálogos virtuais – “Muitas vezes são as entregas imediatas, feitas neste período de muita agitação, que elevam os preços dos produtos”.

Para, que as trocas de produtos possam ser feitas, é necessário também estar atento às políticas da loja – a devolução de produtos só pode ser feita em caso do produto apresentar defeitos; em casos de desistência por parte do cliente, a troca fica a critério do estabelecimento. “Muitos consumidores não sabem, mas a troca de produto nas lojas físicas fica a critério da loja, ou seja, ela não tem obrigação de trocar a menos que o produto apresente algum defeito. Isso vai da política que o estabelecimento comercial adota. Já a compra pela internet tem outra política. Dentro de sete dias, contados a partir do recebimento do produto o consumidor tem o direito de devolver o produto, até mesmo pelo motivo de não ter gostado do mesmo”, explica o superintendente do Procon Sorocaba.

Em razão da fiscalização junto ao comércio local, Laerte Molleta conta que têm sido raras as reclamações por abuso de preços em Sorocaba. Contudo, ele ressalta que os postos de atendimento presencial do Procon estão disponíveis nas Casas do Cidadão e no Campolim para sejam feitas as denúncias. Além disso, há um aplicativo do Procon disponível para Android e IOS Sorocaba para que os casos de abuso ao consumidor possam ser relatados.

Unidade Sede – Av. Antonio Carlos Comitre, 330, Pq. Campolim (ao lado da Justiça Federal) – segunda a sexta-feira das 8h as 17h

Unidades das Casas do Cidadão Nogueira Padilha, Ipanema e Itavuvú – segunda a sexta-feira, das 9h às 15h;

Unidade Paço – segunda a sexta-feira, das 8h30 às 16h30;

Unidade Casa do Cidadão Ipiranga – segunda a sexta-feira, das 9h às 17h.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Colaboração da BRF leva PF a investigar 60 auditores em nova fase da Carne Fraca

‘Eu vejo, eu ouço’, diz Moro sobre manifestações em seu apoio

Paço deve prorrogar por mais 6 meses o contrato com o BOS à gestão de UPH

As mulheres de Sorocaba fazem história

Cerca de 50 mil participam do Aerofest; veja fotos da esquadrilha da fumaça

Após agredir companheira, homem recusa se entregar à PM e prende filhas em casa