Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Procon aciona Tik Tok sobre violação de privacidade de crianças

Arquivo
Postado em: 14/05/2020

Compartilhe esta notícia:

A Secretaria Extraordinária de Defesa do Consumidor - @proconsp notificou em 14 de maio a empresa ByteDance Brasil - Tik Tok - pedindo explicações sobre violação de regras sobre privacidade de crianças, conforme veiculado pela imprensa. Os esclarecimentos deverão ser prestados em 72 horas.

A empresa deverá informar se disponibiliza o aplicativo para qualquer usuário-consumidor e a partir de quais critérios; se quando constatada a falta de consentimento dos representantes legais de menores de idade (conforme definição das leis brasileiras) exclui as informações e publicações de usuários menores; e se adota no Brasil os padrões europeus de informar claramente aos usuários sobre a política de uso de dados pessoais, transparência, informação satisfatória e consentimento válido.

A notificação também indaga se a TikTok comunica de forma ostensiva aos usuários-consumidores que seus dados serão coletados ao ingressarem na sua rede e se solicita, também de forma ostensiva, o consentimento para essa coleta; se informa qual tratamento será aplicado aos seus dados (coleta, compartilhamento, armazenamento ou finalidades empresariais etc); que tipos de dados são coletados; se há coleta dados sensíveis tais como origem racial ou étnica, convicção religiosa, opinião política, filiação a sindicato ou a organização de caráter religioso, filosófico ou político, dado referente à saúde ou à vida sexual, dado genético ou biométrico; se compartilha as informações pessoais e sensíveis dos usuários com seus parceiros comerciais (em caso positivo, a partir de quais critérios).

O @proconsp quer que a empresa responda se está adequada à regulamentação da lei geral de proteção de dados (Lei 13719/2018) para continuar a disponibilizar o serviço em território nacional e se pode demonstrar que, quando o consumidor aceita os termos de condições de uso do aplicativo, o armazenamento, a utilização e segurança dos dados dos consumidores já estão em conformidade com as diretrizes da Lei Geral de Proteção de Dados; se as publicações realizadas pelos usuários, além de armazenadas, ficam também hospedadas pela empresa (por quanto tempo; com qual finalidade; de que forma essas publicações podem ser acessadas; quais os procedimentos e sistemas de proteção contra invasão ou vazamento de dados); e onde é feita a hospedagem dos dados de seus usuários-consumidores

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Não queremos que o Brasil seja colocado como vilão do meio ambiente, diz Mourão

As oito melhores séries indicadas ao Emmy 2018

Programa Fala Bairro ouve moradores da Zona Oeste no próximo sábado

Éguas de haras de Salto de Pirapora vão competir nos Pan-Americanos de Lima

Advogado de mulher que acusa Neymar de estupro diz que deixou o caso

Após reunião com Lula, advogado pede soltura imediata de líder petista à Justiça Federal