Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Problemas de atendimento e estrutura em UBSs são denunciados por vereador

Postado em: 26/04/2019

Compartilhe esta notícia:

O vereador Péricles Régis aprovou, nesta quinta-feira (25), dois requerimentos focados em questionamentos sobre o atendimento nas unidades de Aparecidinha e Jardim Simus.

De acordo com nota enviada pelo parlamentar à imprensa, “a recente reestruturação da saúde anunciada pelo governo municipal de Sorocaba tem como um dos seus alicerces o reforço da atenção básica através do atendimento nas Unidades Básicas de Saúde, mas muitos problemas continuam sendo enfrentados pela população nas UBS da cidade”.

No caso do Simus, as reclamações de munícipes envolvem principalmente os horários de consultas. “Munícipes relataram espera de até 3 horas por atendimento com um dentista”, afirma o vereador. “Segundo as informações da população, esses problemas estariam ocorrendo com certa frequência por atrasos destes profissionais. Isso, além de um desrespeitoso à população, deve ser encarado como má gestão do dinheiro público, uma vez que estes profissionais concursados deixam de cumprir a jornada especificada”, complementa o vereador.

Aproveitando o problema nesta UBS como gancho, o vereador usa o requerimento para questionar a respeito da quantidade de dentistas atualmente lotados nas Unidades Básicas de Saúde e se eles estão em número suficiente para a demanda. O documento questiona também se nestes casos de atraso do profissional, o período não trabalhado é descontado de seus salários.

Já no bairro de Aparecidinha, as queixas envolvem problemas estruturais da UBS do bairro. De acordo com a população, há problemas de paredes descascadas e infiltrações pela unidade, que além de receber munícipes do bairro, também é referência para centenas de moradores de outras localidades que trabalham na Zona Industrial, mas acabam usando os serviços da UBS, como por exemplo a aplicação de vacinas. “Esta unidade é uma das que aplica vacinas de febre amarela. Nas tardes de quartas-feiras, dia no qual essa vacina é aplicada, a UBS fica completamente abarrotada e a espera por vacina pode levar horas”, relata o vereador, com base em informações passadas por vários munícipes do bairro. “O que questiono é como está o quadro de funcionários. Em alguns dias as equipes precisam fazer dezenas de coletas de sangue para só então iniciarem o atendimento na sala de vacinação”, afirma o vereador, que quer saber se a UBS de Aparecidinha recebeu reforço de profissionais que estavam nas UPHs (Unidades Pré-Hospitalares) que passaram a ter gestão compartilhada.

O Executivo tem até 15 dias, podendo prorrogar o prazo por mais 15, para responder aos dois requerimentos.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Rodrigo do Treviso tem título cancelado e projetos votados por ele serão apreciados novamente

Temer está “indignado e abalado” com indiciamento pela PF, diz Marun

Caminhão de sucata tomba na avenida Carlos Reinaldo Mendes e trava trânsito

Titular do Saneamento sofre AVC e é levado ao Hospital Albert Einstein

“A Marca Na Rosa” conversa sobre relacionamentos abusivos com estudantes

Contribuinte tem até terça para entregar declaração do Imposto de Renda