Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Primeiro autosserviço do Brasil em Sorocaba - veja a coluna semanal de Vanderlei Testa

Foto: Julio Correa/Facebook “Lembranças Sorocabanas​“
Postado em: 02/05/2020

Compartilhe esta notícia:

Por Vanderlei Testa

 

Uma prosa com amigos para relembrar histórias. Foi lá que conversei com o Paulo Alcoléa, Fernando Soranz e Carlos Alberto Leite Ferreira. O papo começou sobre uma lembrança de quando eu era garoto e ia comprar arroz no “Armazém dos Rosa”. Ficava no começo da Rua Cel. Nogueira Padilha.

 

Por incrível que pareça o Paulo abriu os arquivos de fotos do seu celular e mostrou uma imagem da década de 60 desse comércio varejista do bairro Além Ponte. Lá estavam os pequenos caminhões na frente de um dos primeiros supermercados de Sorocaba.

 

Destaco que o criador do sistema autosserviço em armazém no Brasil foi o sorocabano Freitas Junior, na Rua Barão do Rio Branco. Nas lembranças da conversa em meio a garfadas de pizzas antes do Covid 19 deixarem todos sem ir a pizzarias, surgiu os nomes dos empreendedores Cândido Rosa Ferreira, José Rosa Batista Ferreira, Joaquim José Batista Ferreira, João Francisco Rosa e José Francisco Rosa. Eles foram os pioneiros proprietários do “Armazém dos Rosa.

 

O sucesso do autosserviço na cidade fez aumentar o negócio da família com as novas lojas para a Rua Sete de Setembro, Rua Dr. Braguinha e Rua Hermelino Matarazzo. Com o passar do tempo, porém, cada um dos irmãos Rosa foi deixando este mundo e o armazémacabou. Os filhos e netos abriram seus próprios empreendimentos e hoje cada um segue sua vida profissional.

 

Lembro que nos anos 70 através do Ronaldo Antunes Ferreira, filho do José Rosa e colega de classe na faculdade, pude estar junto a essa família numerosa de comerciantes em eventos de confraternização em suas chácaras. Esses empresários de nacionalidade portuguesa possibilitaram muitos empregos à população sorocabana.

 

O Carlos Alberto “Beto” lembrava que não tinha saquinhos de papel para embrulhar o sal e o açúcar. Com uma folha na mão mostrou como fazia a embalagem ha 40 anos, enrolando o papel com as pontas dos dedos. Os produtos eram vendidos tudo a granel. Ficavam em sacos de 60 quilos como: arroz, feijão, açúcar, sal, milho, farinha e os alimentos mais básicos. Naquela época tinha até alfafa para vender no armazém relembrou o filho do Cândido Rosa.

 

Nestes anos da modernidade onde vemos 2020 passar na história de Sorocaba com oito shoppings e grandes hipermercados ficamos a meditar na importância de quem acredita no futuro. Os irmãos Rosa acreditaram. E semeou essa inovação com a ideia da ousadia da invenção do saudoso sorocabano Freiras Junior. Todos os supermercados no Brasil que adotaram o sistema de autosserviço desconhecem que um dia tudo começou em Sorocaba.

 

Valeu a prosa, reviver e escrever em casa na quarentena durante o coronavírus!

 

Vanderlei Testa é jornalista e publicitário; escreve aos sábados no www.facebook.com/artigosdovanderleitesta e www.jornalipanema.com.br/opinoes e www.blogvanderleitesta.com

 

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Sorocaba pode registrar 7º C de temperatura nesta semana, alerta Defesa Civil

Motoristas de app e taxistas divergem da Urbes e impasse sobre decreto municipal continua

Heleno diz que governo ainda ‘não teve tempo’ de cuidar da Amazônia e do Pantanal

Sorocaba ultrapassa 5 mil casos confirmados da Covid-19

Blitz educativa lembra Dia em Memória das Vítimas de Trânsito

Bolsonaro deve pedir em pronunciamento que população não compareça a protesto