Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Paço regulamenta prestação de contas de secretários após vereador acionar o MP

Postado em: 19/07/2019

Compartilhe esta notícia:

A Prefeitura de Sorocaba promulgou uma Instrução Conjunta que regulamenta a prestação de contas obrigatória a cada seis meses para secretários municipais, que ficarão encarregados de enviar um relatório dos programas e atividades realizados por suas pastas ao prefeito e à Câmara dos Vereadores.

O vereador Péricles Régis (MDB) havia entrado com uma representação junto ao Ministério Público (MP) após identificar através de requerimento ao Executivo que a determinação, que está presente na Lei Orgânica do Município, não estava sendo cumprida.

Péricles explica que os relatórios de produtividade jamais foram enviados à Câmara pelo atual governo. “A Lei Orgânica do Município, no trecho em que trata sobre a atuação destes gestores, especifica que todos os secretários, sem exceção, precisam apresentar relatórios sobre suas ações a cada seis meses. O descumprimento, ao meu ver, é um ato de improbidade, que deve ser corrigido agora com a publicação da normatização, afirma o vereador.

“Não se trata somente de transparência, mas sim dos secretários cumprirem a lei. Hoje quando um secretário é trocado, não sabemos que trabalho ele está deixando para seu sucessor. E mesmo para aqueles que estão desde o começo, os vereadores e a população pouco sabem sobre todos os projetos que sua secretaria está tocando”, complementa Péricles.

O parlamentar afirma que ao saber da exigência pelos relatórios semestrais pela Lei Orgânica, checou junto à Câmara e confirmou que eles não estavam sendo enviados. A exigência está presente no artigo nº 54 da LOM. Pela Instrução, o primeiro relatório levará em conta o período entre 1º de janeiro a 30 de junho e o segundo semestre compreende o período de 1 de julho a 31 de dezembro. Todos os Relatórios serão endereçados ao prefeito e protocolados na Divisão de Expediente/Gabinete Central até o dia 15 de janeiro, relativo ao segundo semestre e até 15 de julho relativo ao primeiro sem estre.

A Secretaria de Relações Institucionais e Metropolitanas, após a ciência do prefeito, encaminhará os relatórios à Câmara Municipal, mediante ofício. “Os secretários são gestores do orçamento municipal e, portanto, é imprescindível que eles mostrem em que tipo de ações o dinheiro do contribuinte está sendo investido”, finalizou Péricles.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Bolsonaro diz que vai sancionar medida que retoma bagagens gratuitas

Comitiva de ministros vai à Amazônia se reunir com governadores

Manifestantes interditam via e protestam contra fechamento da UPH da Zona Leste

Empresas denunciam Crespo ao TCE por direcionamento em licitação do Carnaval

Handebol Feminino se prepara para estreia contra Santo André

Governo altera decreto e diz que cidadão comum não terá porte de fuzil