Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Prefeitura quer endurecer a fiscalização de combate aos ruídos das motocicletas

Foto: Divulgação/Secom
Postado em: 11/01/2021

Compartilhe esta notícia:

Técnicos ambientais, administrativos e integrantes da Guarda Civil Municipal (GCM) participaram, na última quinta e sexta-feira (dias 7 e 8), do curso de aperfeiçoamento profissional “Características Técnicas de Motocicletas”, na Escola Senai “Luiz Pagliato”.

 

Promovido pela Prefeitura de Sorocaba, por meio da Secretaria do Meio Ambiente e Sustentabilidade (Sema), o objetivo foi capacitar os servidores para atuarem nas blitze de controle de ruído emitido pelo escapamento de motocicleta, realizadas em parceria com a GCM, Urbes – Trânsito e Transportes e Polícia Militar.

 

Durante as aulas teóricas e práticas, os funcionários conheceram mais sobre os principais sistemas da motocicleta, identificando seus principais componentes e suas respectivas funções; manutenção automotiva; sistema de suspensão; direção e freios; sistema de transmissão; sistema elétrico e de motor de combustão interna e seus sistemas.

 

Eles ainda tiveram a oportunidade de acompanhar a medição de ruído feita nas motocicletas dos GCMs, conhecendo como é realizado o trabalho e como é feita a avaliação durante as blitze, com a utilização do sonômetro, que nada mais é do que um aparelho medidor de som.

 

O intuito dessas ações fiscalizatórias é sensibilizar e orientar a população em relação à poluição sonora, que causa incômodo e danos à saúde, como surdez; dores de cabeça; cansaço; estresse, irritação e insônia.

 

O valor das multas ambientais é de R$ 2.489,85, baseadas na Lei Municipal 11.367, de 12 de julho de 2016, que dispõe sobre o controle e a fiscalização das atividades que gerem poluição sonora.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Romu detém traficante de 18 anos no Jardim Itapemirim

Oktoberfest Sorocaba reuniu pessoas de todas as idades

Às pressas, Crespo desmarca agenda e procura secretário de Segurança de SP

MP investigará enriquecimento de Crespo, Kermes e empresa em ‘caso do grafite’

PGR pede que deputado use tornozeleira e fique longe do STF

Lei proíbe copos e talheres de plástico na capital paulista; legislação entra em vigor em 2021