Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Prefeitura adota medidas de segurança para reduzir ocorrências em escolas municipais

Postado em: 31/10/2019

Compartilhe esta notícia:

A Prefeitura de Sorocaba, por meio da Secretaria de Segurança e Defesa Civil (Sesdec), adotou uma série de medidas com o objetivo de combater e reduzir as ocorrências registradas nas unidades escolares do município, principalmente as invasões e atos de vandalismo. Por determinação da prefeita Jaqueline Coutinho, a Sesdec planejou e implementou ações imediatas que já apresentam resultados no tocante ao registro de ocorrências dessa natureza.

 

São medidas pontuais que vão desde o aumento do efetivo de Guardas Civis Municipais nas ruas – a partir da reintegração dos que estavam em outras secretarias, até o controle diário do mapeamento das ocorrências de modo a possibilitar ações cirúrgicas e de saturação onde seja necessário, como os casos dos chamados “pancadões”, que provocam perturbação do sossego público.

 

O secretário da Segurança e Defesa Civil, Marcos Mariano, destaca que entre as ações imediatas constantes do pacote de medidas está a volta da disponibilização de viaturas grandes para a ROMU. “Já está em curso a contratação de quatro novas viaturas. Além disso, uma das camionetes usadas pela Defesa Civil também foi deslocada para uso do patrulhamento de ROMU, ampliando a mobilidade das ações, principalmente no período da noite”, frisa o secretário.

 

Vinte e três GCMs que atuavam em outras secretarias foram reincorporados ao efetivo e poderão atuar no reforço do patrulhamento. Já houve a reativação do sistema de alarmes (analógico) próprio da Prefeitura em 42 unidades educacionais. Um painel sinóptico, para monitoramento em tempo real das unidades, será monitorado por guardas civis. Esse painel permitirá à Central de Monitoramento, identificar exatamente onde houve queda de energia, possibilitando o despacho imediato de viatura para verificar a ocorrência.

 

O pacote de medidas implantado pela Sesdec prevê ainda a realização de rondas exclusivas e direcionadas, orientadas pela chamada “mancha criminal”, de maneira a intensificar o policiamento nas unidades mais afetadas.

 

Outra medida implementada é o aumento das ações de fiscalização em ferros-velhos, com o objetivo de inibir a receptação de produtos oriundos de furtos nas unidades escolares, como fios de cobre e outros metais, além de equipamentos como ventiladores, micro-ondas, etc. Ferros-velhos já foram interditados por receptação de material furtado em escolas ou mesmo por problemas na documentação de funcionamento.

 

Envolvimento da Comunidade

 

Conseguir o envolvimento da comunidade nesta cruzada do município contra os atos infracionais ou de vandalismo em unidades escolares é outra proposta no pacote de medidas de melhoria da segurança desenvolvido pela Sesdec.

 

Na questão dos furtos e vandalismo contra escolas, dois programas serão implantados com esse objetivo. O “Essa Escola Também é Minha” consistirá da realização de palestras para os alunos, destacando a importância da preservação do patrimônio público. O objetivo é despertar nos estudantes o sentimento de “pertencimento”, ou seja, de que a escola também é dele.

 

Outro é o “Vizinho Vigilante”. A GCM vai se reunir com a comunidade oferecendo orientações sobre como identificar comportamentos suspeitos, ou situações de risco para a unidade escolar, como invasões por exemplo. A intenção é identificar um tutor entre os moradores. Ele será previamente cadastrado e ficará responsável pela comunicação com a Corporação, em caso de alguma situação de alerta.

 

“Os grupos serão definidos por regiões delimitadas e o tutor integrará o grupo de whatsapp da sua comunidade e terá um canal direto de comunicação com a GCM”, detalha o secretário Marcos Mariano, que quer envolver os Conselhos de Segurança (CONSEGs) da cidade nessa ação.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Vereadores debatem conceito de Cidade Inteligente em audiência pública na Câmara

Governo propõe salário mínimo de R$ 1.039 em 2020

Governo quer fechar acordo para reduzir níveis de açúcar em alimentos

Carlos Bolsonaro insinua que Mourão conspira para derrubar o pai

Faixa da Avenida Itavuvu será interditada para obras do BRT

Ministro manda soltar presos após 2ª instância, decisão que afeta Lula