Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Prefeito amplia diálogo com haitianos sem divulgar quantos vivem em Sorocaba

Postado em: 01/10/2018

Compartilhe esta notícia:

O DEDA QUESTÃO

O prefeito Crespo participou, no final da tarde de sábado, de um encontro com a comunidade haitiana que vive em Sorocaba, mas ao contrário da reunião de 2017, onde informou que haviam 3 mil haitianos vivendo em Sorocaba, dessa vez a assessoria do prefeito não divulgou qual é a população daquele país que está em nossa cidade. Assim como no encontro de 2017, ficou claro que os problemas dos imigrantes é o mesmo: ausência de documentação, dificuldade com o idioma e necessidade de serem inseridos no mercado de trabalho.

Organizado pela Secretaria de Cidadania e Participação Popular, o encontro, realizado na Casa do Cidadão do Éden, teve o objetivo de ampliar o campo de diálogo dos haitianos com o Poder Público local, assim como eles apresentassem suas demandas e necessidades.

Esta foi mais uma reunião envolvendo integrantes da Secid, Secretaria de Igualdade e Assistência Social – e a primeira com a participação do prefeito – e contou com a participação de mais de duzentas pessoas. Como muitos chegaram recentemente ao Brasil e ainda não aprenderam a falar português – no Haiti a principal língua é o francês – houve a necessidade da tradução, feita por outros aqui estabelecidos a mais tempo.

A secretária de Cidadania e Participação Popular, Suélei Gonçalves, destacou a importância do evento e ressaltou a atenção que o governo municipal dará, sobretudo para gerar mecanismos abrangentes e inclusivos na qualificação profissional e empregabilidade; atenção à saúde – onde os haitianos apontaram dificuldades para comunicação no momento da procura por atendimento, entre outros pontos. “Queremos, cada vez mais, estabelecer esses encontros com objetivo de auxiliar essa comunidade. A participação do prefeito nesta reunião é uma demonstração de que esse governo está atento e disposto a ajudar naquilo que estiver ao alcance do Poder Público Municipal”, disse a secretária.

O prefeito Crespo ouviu atentamente aos testemunhos feitos por alguns haitianos, como viviam naquele país e como chegaram ao Brasil e a Sorocaba e também sobre atual situação no município. Como a de Bony Louissint, uma das lideranças da comunidade haitiana na cidade. Disse que as necessidades do grupo são variadas. “Como chegamos sem documentação temos dificuldade em encontrar emprego e em ter atendimento médico, em buscar qualificação formal”, destacou o representante.

O prefeito destacou a importância do encontro e colocou a administração à disposição da comunidade haitiana, lembrou que as pastas que tratam do assunto deverão planejar ações no sentido de auxiliar a comunidade nas respectivas áreas de atuação. “Vamos fazer um levantamento de todos os processos que se encontram espalhados na Prefeitura e ver o que é preciso para agilizá-los. Também vamos levantar as principais demandas da comunidade para ver aquilo que podemos auxiliar dentro do que compete na esfera municipal”, disse o prefeito.

O chefe do Executivo sorocabano também destacou a importância de a comunidade se organizar, com a criação de uma associação, para que todas as demandas possam ser conhecidas, por meio de uma comunicação oficial e de forma mais ágil.

Durante o encontro o prefeito José Crespo foi elogiado diversas vezes pelos participantes, ao destacarem ter sido o seu governo aquele que efetivamente tem atuado em prol dessa comunidade. “Hoje é um dia de grande alegria para nós, por estamos aqui neste espaço com conversando diretamente com o principal representante de Sorocaba, que é o prefeito José Crespo. Percebi o quanto ele, assim como a secretária Suélei, são atenciosos e sensibilizados com os nossos relatos e estão dispostos a nos auxiliar”, disse Piterson Syrilsaint, de 30 anos, ao lado da esposa Marie Chantale Chery.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Escolas públicas sofrem com baixa qualidade do ensino de inglês

Ação solidária beneficiará associação de proteção de animais no sábado

Identificação biométrica não será exigida nas Eleições 2020

Projeto permite instalação de eliminadores de ar em hidrômetros

Eleições municipais devem ter horário estendido e dividido por faixa etária, diz Barroso

Comissão de Economia pede suspensão do contrato entre a Prefeitura e a DGentil