Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Prefeita se reúne com líderes religiosos e recebe apoio à não realização de missas e cultos

Postado em: 24/03/2020

Compartilhe esta notícia:

A prefeita Jaqueline Coutinho reuniu-se na tarde desta segunda-feira (23) com as principais lideranças religiosas de Sorocaba para pedir o apoio e o engajamento destes junto às suas comunidades no esforço de enfrentamento da pandemia do coronavírus. As lideranças fizeram algumas ponderações mas apoiaram a ação da Prefeitura e a solicitação da prefeita. A suspensão de todas as atividades de cunho religioso de todas as crenças, com presença de público, é uma das medidas inseridas no Decreto 25.663, assinado no sábado (21) pela prefeita e que reconhece o estado de calamidade pública no município. A reunião de Jaqueline Coutinho com os líderes de diversas denominações religiosas aconteceu no auditório do Parque Tecnológico de Sorocaba (PTS), que foi especialmente preparado pelo presidente do PTS, Roberto Freitas, para o encontro, definindo espaços entre os assentos e com a disponibilização de máscaras para todos os presentes. Cerca de vinte pessoas estiveram presentes.

A reunião foi aberta com uma oração do Pastor Eduardo Bortolossi, presidente do Conselho de Pastores. Na sequência, a prefeita fez um relato sobre a situação da cidade naquele momento em relação à doença e as medidas de enfrentamento que vêm sendo adotadas pelo município para tentar evitar que haja o alastramento generalizado entre a população. Jaqueline falou da necessidade das medidas restritivas que têm sido impostas para tentar manter a maior parte da população em isolamento social. “São medidas duras, mas necessárias. Ninguém saber exatamente por quanto tempo vamos enfrentar essas restrições, mas entendo que este é o momento que devemos estar irmanados pela vida do próximo. Sou cristã, e independentemente de crenças religiosas, somos irmãos”, destacou.

Ao pedir o apoio dos líderes religiosos da cidade, a prefeita acabou se emocionando e precisou interromper sua fala por alguns segundos. Com lágrimas nos olhos, Jaqueline Coutinho disse que “nossos idosos estão muito vulneráveis e precisamos protegê-los.” Foi feito um pedido explícito a todas as lideranças religiosas para que se engajem nos esclarecimento às comunidades onde estão inseridas e que também, caso seja necessário, disponibilizem espaços de suas sedes, caso haja a necessidade de criação de leitos para o atendimento das pessoas.

Sem exceção, os líderes religiosos concordaram com os argumentos apresentados e colocaram-se à disposição para colaborar no que seja possível. Concordaram também com a suspensão da realização de missas e cultos, prática que alguns já haviam inclusive adotado antes do decreto, mas pediram apenas que fosse mantida a possibilidade de funcionamento do setor de secretaria com número reduzido de funcionários, para que as igrejas possam conseguir continuar recebendo as doações, que possibilitam inclusive a assistência àqueles que dela dependem. Jaqueline Coutinho não se opôs ao pedido e destacou “o momento de solidariedade não será usurpado. Além disso, o atendimento espiritual é importante neste momento e será ainda mais.”

Presente ao encontro, o pastor e deputado federal Jefferson Campos, da Igreja Quadrangular, disse que “vivemos momentos novos, momentos difíceis”. Ele estimou que “90% da população sorocabana estivesse representada nesta reunião”. O Arcebispo de Sorocaba, Dom Julio Endi Akamine encerrou o evento com as lideranças religiosas com uma oração.

À reunião estiveram presentes ainda o pastor e deputado estadual Carlos César, o secretário de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Turismo, Robson Coivo, a secretária de Recursos Humanos, Suelei Gonçalves, Alessandro Domingos (Comunidade Deus Presente), Fábio Hergesel de Souza (Kairós Ministério Apostólico), Danilo Santos (Casa de Deus Church), Frederico Salomão (Despertar), Debenildo Vieira da Silva (Comunidade Evangélica Vinde), Marcos Rodrigues (Igreja Amor e Fé), Cristiano Passos (Universal), Valdir José (Universal), Carlos Roberto Nunes (Igreja Batista Boas Novas), João Batista Macedo (Assembleia de Deus Madureira), Ademir Cortijo (Igreja Agnus), Ivan Teles (Despertar Church), Adriano de Andrade (1ª Catedral da Adoração) e Rubens Candido (Atalaia de Cristo).

 

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Motorista fica preso nas ferragens após colidir e tombar na Washington Luiz

Duas apostas faturam o prêmio de R$ 95 milhões da Mega-Sena

Brasil registra 653 novas mortes por coronavírus nas últimas 24 horas

Promotoria de MG denuncia ex-presidente da Vale e 15 pessoas por homicídio doloso em Brumadinho

Almas falantes: dicas dos 30 leitores - veja o artigo semanal de Vanderlei Testa

Dupla é presa com mais de 16 mil embalagens para drogas na Castello