Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Vereador: pela segunda vez, licitação do transporte especial é suspensa

Postado em: 10/08/2019

Compartilhe esta notícia:

A promessa de ampliação no serviço de transporte “porta a porta” para pessoas com deficiência e mobilidade reduzida já acontece desde 2017. Mas, a cidade ainda continua com 121 pessoas aguardando em fila e a nova licitação para a ampliação de serviço, que enfim resolveria esse déficit de atendimento, foi novamente suspensa. Conforme informações do Jornal do Município, a licitação foi retirada por razões de interesse público e possíveis adequações nos termos do edital.  Diante disso, o vereador Péricles Régis (MDB) está requerendo novas respostas e posicionamento do Poder Executivo.

“Quero saber os motivos dessa suspensão e principalmente como vai ficar essa demanda reprimida, se mais uma vez as pessoas que estão aumentando essa fila vão continuar desassistidas do transporte especial”, diz Péricles.

O vereador já tinha cobrado o assunto em outras duas oportunidades. A primeira, em abril, solicitando informações sobre o atendimento às pessoas com deficiência. “Com os dados pude ver que além de uma frota insuficiente, se tem carros antigos, com mais de 10 anos de uso, o que mostra como essa assistência é negligenciada na cidade”, aponta. Em maio, a Urbes voltou a informar sobre processos licitatórios do serviço e em resposta de requerimento informou que para esclarecimentos técnicos, o processo estava suspenso. “Essa é a terceira vez, somente neste ano, que estou questionando a situação. Fica claro que essa parcela da população e suas demandas não estão sendo vistas como prioridade”, enfatiza Péricles.

Atualmente 20 veículos atendem de segunda a domingo, das 6h à meia-noite, com horários fixos e eventuais, 496 usuários, somando 254 acompanhantes para as pessoas com deficiências mais severas, totalizando 750 pessoas. A prometida expansão do atendimento, anunciada ainda em 2017 como a possibilidade de contratação de uma empresa que cuidaria especificamente desse transporte, zeraria a fila de espera que hoje conta com 121 pessoas, sendo que 59 dessas são atendidas provisoriamente com a gratuidade no transporte público. “O novo Sistema teria 31 veículos novos, sendo 26 do tipo micro-ônibus e 5 do tipo van. Um número expressivo, que poderia mudar a realidade das pessoas que necessitam desse transporte para atender sua saúde e dar continuidade em seus tratamentos. O município precisa tratar com mais humanidade quem depende de seus serviços”, pontua Péricles.

O vereador apresentou requerimento referente à suspensão de licitação na sessão ordinária da última semana em busca de respostas e soluções oficiais para o problema.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

TSE determina que Facebook e YouTube removam vídeos sobre ‘kit gay’

Cervejaria Backer vai ter de pagar despesas médicas de consumidores sob suspeita de contaminação

Zélia Duncan faz show gratuito no Teatro Municipal de Sorocaba

Terceiro ano de “Demolidor” ganha força com crise de protagonista e volta de vilão

Motoristas do transporte coletivo entram em estado de greve por reajuste salarial

GCM prende homem após ex-companheira acionar Botão do Pânico na Zona Industrial