Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Pense Pink abre Outubro Rosa com desfile e anuncia chegada de ONG norte-americana

Postado em: 03/10/2019

Compartilhe esta notícia:

Por Cristiane Carvalho

Em menção ao Outubro Rosa, o movimento Pense Pink participou, na noite de terça-feira (2), do Desfile Fashion For a Cause Sorocaba. O evento foi realizado na Audi Center, na Zona Sul da cidade.

width=958

A médica mastologista Alice Francisco, fundadora da Pense Pink, movimento formado por outros três médicos oncologistas, busca desmistificar e informar sobre o câncer.

“Acreditamos que a educação em saúde é capaz de salvar vidas”, disse Alice. A especialista ressalta que é preciso trazer conteúdo médico “de qualidade”, com embasamento científico e acessível a todos. “Infelizmente, há muito conteúdo de baixa qualidade e ‘fake news’ na Oncologia; precisamos de pessoas que levem a sério falar sobre câncer”.

Na oportunidade, Alice anunciou a parceria com a ONG norte-americana Maple Tree Cancer Alliance. Atuando desde 2011 nos Estados Unidos, a organização contará com sua 13ª sede em Sorocaba.

width=651

A parceria com a Pense Pink aconteceu durante a visita da mastologista para visitar a sede em Dayton, Ohio. Lá, conheceu pessoalmente a fundadora Karen Wonders e assim estreitaram a relação. “O trabalho da Maple Tree Cancer Alliance é exatamente o que  pregamos na Pense Pink. O paciente oncológico precisa de todo apoio e estímulo para enfrentar a doença da melhor maneira possível. Isso nos ajuda muito a aumentar os casos de cura”, argumenta Alice.

Casos da doença no Brasil

No Brasil, segundo o Instituto Nacional de Câncer (INCA), o câncer de mama também é o tipo de câncer que mais acomete as mulheres no país (excluídos os tumores de pele não melanoma).

Para 2019, foram estimados 59.700 casos novos, o que representa uma taxa de incidência de 51,29 casos por 100 mil mulheres.

De acordo com Alice, cerca de 30% dos casos de câncer de mama podem ser evitados com a adoção de hábitos saudáveis.

Praticar atividade física, ter uma alimentação saudável, amamentar e evitar o consumo de bebidas alcoólicas são ações que podem evitar a doença. No caso do câncer de colo do útero, o início precoce de atividade sexual, múltiplos parceiros, tabagismo e uso prolongado de anticoncepcionais podem aumentar as chances do diagnóstico positivo.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Criação da Comissão Especial da ‘Casa de Papel’ será votada nesta 3ª; assista

Orientador pedagógico é investigado por abusar de duas adolescentes em escola

Procuradoria entende que Lula já pode ir para o regime semiaberto

Biblioteca Municipal terá Troca-Troca de Livros nesta sexta-feira

Ivana Back, Silvia e Glauco, amigos de Santa Catarina - veja a coluna semanal de Vanderlei Testa

Denúncias ao Procon.SP crescem 726% durante pandemia da Covid-19