Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Peixes-boi continuam morrendo devido às toxinas presentes nas águas da Flórida

Postado em: 30/08/2018

Compartilhe esta notícia:

Dezenas de peixes-boi continuam morrendo devido às toxinas liberadas nas águas da costa Sul dos EUA, na Flórida. O fenômeno, conhecido como maré vermelha, foi desencadeado pelo escoamento desenfreado de resíduos das indústrias açucareiras na região.

Os dóceis mamíferos aquáticos, parentes distantes dos elefantes, são vítimas de um “choque triplo” da notória floração tóxica que deixou as praias cobertas por peixes podres, tartarugas mortas e golfinhos encalhados.

Apesar de outros animais marinhos também serem atingidos pela contaminação das águas, os peixes-bois acabam sendo os maiores afetados, uma vez que eles são extremamente suscetíveis às distintas algas cor de sangue porque absorvem seus venenos através de sua pele, quando respiram e também através da ingestão de plantas aquáticas contaminadas.

Pelo menos 97 animais devem ter morrido até então por causa da propagação contínua das algas ao longo da Costa do Golfo da Flórida – um retiro vital para a preciosa população de peixes-bois das Índias Ocidentais dos Estados Unidos.

Os animais, frequentemente conhecidas como vacas marinhas e listadas como Vulneráveis ​​na Lista Vermelha de Espécies Ameaçadas, estão no centro de uma intensa parceria de resgate lançada pela Comissão de Conservação de Peixes e Vida Selvagem da Flórida e pelo SeaWorld Rescue.

Peixes-bois que pesam até 1.200 kg estão sendo transportados para as unidades de tratamento intensivo do SeaWorld em Orlando para serem tratados antes de iniciar o longo caminho da reabilitação de volta à natureza. Até agora, 10 foram tratados.

Jon Peterson, gerente de operações de resgate do SeaWorld Orlando, disse: “Eles se deitam em águas rasas e colocam espuma embaixo da cabeça para ajudá-los a respirar ar fresco, dar-lhes fluidos e verificar seu sangue. “É um trabalho intensivo, mas os animais geralmente começam a se recuperar dentro de 24 a 48 horas. No entanto, quanto mais tempo eles respiram toxinas da maré vermelha, mais difícil é para se recuperarem”, ele afirma em entrevista ao jornal britânico Express.

Para os peixes-boi – uma criatura cuja lenda diz que o rabo de peixe levou marinheiros antigos a acreditarem que eles eram sereias – a presença de água tóxica é um perigo e também um desafio a mais na luta diária para evitar a extinção.

Ataques de barcos, envolvimento de equipamentos de pesca e caça ilegal causaram uma dramática perda populacional, chegando a menos de 2.500 indivíduos, o que resultou no fato de o peixe-boi ter sido oficialmente classificado como “em perigo” em 2007.

Os esforços de conservação na última década registraram um aumento de 6 mil, e as subespécies da Flórida reclassificaram-se como vulneráveis. Tragicamente, a maré vermelha agora ameaça empurrá-lo mais uma vez na Lista Vermelha.

Lentos e pesados, os peixes-boi são menos capazes de escapar de áreas de água contaminadas com as algas microscópicas karenia bravis que florescem em águas ricas em nutrientes que as linhas costeiras, enseadas e enseadas de cor vermelho-sangue horrível, a chamada Maré Vermelha. .

O peixe-boi não é a única vítima ao longo do trecho de 150 quilômetros de costa contaminada. Pelo menos 11 golfinhos-nariz-de-garrafa são mortos, enquanto o cadáver de um tubarão-baleia de 26 pés, a maior espécie de peixe do planeta, também foi envenenado juntamente com mais de 260 tartarugas marinhas.

Toneladas de peixes também estão apodrecendo nas praias arenosas, deixando um fedor mal-cheiroso suspenso no ar e uma atmosfera de incerteza para as empresas e famílias que dependem das águas subtropicais quentes para sua subsistência.

Fonte: https://www.anda.jor.br/2018/08/peixes-bois-continuam-morrendo-devido-as-toxinas-presentes-nas-aguas-da-florida/

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Ex-Botão do Pânico é rebatizado após enquete e passa a se chamar “Protege Mulher”

Adolescente assume direção de veículo, causa acidente e atinge telhado de residência em Piedade

Prefeitura suspende ações previstas para sábado no Carandá

Corpo de menina de 11 anos é encontrado dentro de poço desativado em Piedade

PDT agenda convenção para dia 12 e deve escolher Renan Santos como candidato a prefeito

Não aceitar fim de relação é causa de 33% das agressões a mulheres