Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

VÍDEO - Pedestre filma calçada bloqueada com gradis no Centro de Sorocaba:

Foto: reprodução
Postado em: 14/02/2020

Compartilhe esta notícia:

Uma pedestre sorocabana filmou parte de uma calçada que foi bloqueada por meio de gradis* (espécie de gradeamento baixo) instalados pela prefeitura na avenida Ramo C, localizada entre a rua Comendador Oetterer e avenida Dr Luiz Ferraz de Sampaio Júnior. 


Durante o caminho, enquanto grava, ela mostra o trecho da calçada indisponível. A mulher então é obrigada a continuar o trajeto em parte da rua, correndo o risco de atropelamento. "Está fechado para o pedestre, ó. Estou andando pelo meio-fio. Não posso andar por aqui [filma a calçada], porque está fechado. Um absurdo isso. Tenho que andar na rua", reclama ela. 

Gradis* é o plural de gradil, que significa grade baixa; cerca.


Assista o vídeo

 

Resposta da Urbes

O Ipa Online questionou a prefeitura a respeito da instalação de gradis neste trecho. Sobre o gradil existente na continuidade da Rua Araçoiaba (Ramo C do Terminal Santo Antonio), a Urbes – Trânsito e Transportes informou "que o dispositivo instalado da forma como está visa justamente impedir a circulação de pedestres naquela calçada, visto que ela não oferece condições de segurança adequadas para caminhar pois, mais a frente, leva ao muro de um imóvel. O local também é utilizado como área de serviços de lojas que fazem fundo com essa via. Ao utilizar a outra calçada existente no lado oposto, os pedestres contam com infraestrutura que dão condições adequadas de circulação, visto que há faixa de pedestre para acessá-la".

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

“Homem-Aranha no Aranhaverso” chega aos cinemas após prêmio no Globo de Ouro

Estudo mostra: quarentena decretada pelo Governo do Estado segura pico da pandemia e impede sobrecarga de leitos

Câmara aprova projeto para coibir roubo de fios de cobre na cidade

Encanador sequestrado na quinta durante serviço no Habiteto é resgatado

Bolsonaro faz pouco caso de pandemia, um atentado à saúde pública, diz Rodrigo Maia

“Love, Death + Robots” usa antologia coerente e cheia de personalidade para gerar reflexões