Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Pai e filho são presos por roubo de celular; dupla usava motos para cercar vítimas

Postado em: 23/07/2019

Compartilhe esta notícia:

FOLHAPRESS

Pai e filho foram presos na segunda-feira (22) pela Polícia Civil na zona sul da capital sob a suspeita de roubarem celulares. A dupla foi detida por volta das 8h na casa onde vive, na região de Santo Amaro, e encaminhada ao 99º DP (Campo Grande).

Policiais civis chegaram até os dois integrantes da mesma família após cruzar dados das placas das motos usadas nos assaltos, flagradas por câmeras de segurança. Os veículos tinham as placas adulteradas com fita.

A dupla usava duas motos para cercar os pedestres e levar os pertences com rapidez e sem levantar suspeitas. Enquanto o pai, armado, fazia a abordagem, o filho encurralava a vítima e ajudava a carregar os objetos roubados. Os crimes costumavam acontecer entre as 10h e o meio-dia.

Quatro vítimas já reconheceram um dos assaltantes, o pai, Ernesto Marques da Silva, 44 anos. O filho, Leonardo Marques da Silva, 25, tem antecedentes criminais por assalto, estelionato e tentativa de homicídio.

Em vídeo gravado por uma câmera de segurança, o mais jovem chega a invadir a calçada com a moto para encurralar a vítima, enquanto o pai a aborda com a arma e pede o celular. A ação aconteceu em menos de dez segundos.

Na casa onde a família foi presa, a polícia encontrou as motos, capacetes e jaquetas. A arma não foi achada.

Segundo o delegado Francisco Solano de Santana, a dupla cometeu dois assaltos em 27 de junho, em menos de 15 minutos. Santana disse que é comum haver parentesco nas quadrilhas, mas que casos envolvendo pai e filho são inéditos para ele.

A defesa dos suspeitos não foi encontrada até a conclusão desta edição.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Pink Run Solidária em prol da Asipeca e Mais Vida

E-mails mostram: Crespo cobra Eloy por “matérias pagas que temos feito” em jornal

Em Curitiba, Haddad cita Lula apenas uma vez e concede entrevista longe da PF

Minhas experiências de vida na linha do tempo

Um ano após tragédia em Brumadinho, amostras de corpos ainda chegam ao IML de BH

Mulher de 20 anos dá à luz em UPH sem saber que era gestante; bebê passa bem