Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Os cuidados ao se adotar um animal

Postado em: 06/09/2018

Compartilhe esta notícia:

Por Gabriel Bitencourt

Pensando em adotar ou comprar um pet? Antes de tomar essa decisão, avalie os seguintes itens:

1. Todos os moradores de sua casa estão de acordo com sua decisão?

2. Alguém na casa tem algum tipo de alergia ao tipo de animal escolhido?

3. Lembre-se que os cuidados com os animais implicam em gastos e visitas regulares ao médico veterinário;

4. É preciso ter um espaço apropriado para manter o bichinho, levando-se em conta sua raça e seu porte;

5. O animal precisa de afeto, de passeios e, eventualmente, de banhos e tosas regulares;

6. Avalie também que você terá que ter alguém cuidar dele ou algum lugar para deixá-lo quando você for viajar e não puder levá-lo;

7. O tempo médio de vida de um cão ou gato é de 12 anos, podendo chegar a 16 ou mais;

8. O animal não pode ser abandonado ou descartado simplesmente porque ficou grande, velho ou doente;

Sua decisão deve ser muito bem pensada e não movida por impulso ou por modismo, principalmente, por conta de raças da moda.

Aliás, se for comprar algum animal de raça, pesquise antes as características da raça, entretanto, considere com muito carinho sobre a possibilidade de adoção de animais abandonados que estão precisando de um lar, carinho e cuidados.

Usando estes critérios para sua escolha, ter um animal de estimação em casa poderá ser uma experiência extremamente agradável.

A equipe da Cãoboy está sempre à disposição para ajudá-los nesta decisão.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Embate entre policial youtuber e coronel no Rio de Janeiro gera tensão e chega a Moro

Agentes auxiliam usuários do transporte público a sanar dúvidas sobre o BRT

E-mails mostram: Crespo cobra Eloy por “matérias pagas que temos feito” em jornal

Bolsonaro muda versão e diz que não fez acordo com Moro para STF

Funcionários dos Correios entram em greve no país por tempo indeterminado

Governo Bolsonaro pode economizar R$ 18 milhões com corte de assinaturas de jornais e revistas