Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Novo fluxo de atendimento para pessoas com problemas respiratórios começa a funcionar nesta 2ª

Foto: Agência Sorocaba
Postado em: 06/04/2020

Compartilhe esta notícia:

O novo fluxo de atendimento nas Unidades de Urgência e Emergência para pessoas com problemas respiratórios funcionária de forma diferente a partir desta segunda-feira (6) em Sorocaba. 

O médico responsável pela Coordenadoria de Enfrentamento ao Novo Coronavírus, Fernando Brum, apresentou o novo fluxo de atendimento nas Unidades de Urgência e Emergência. A partir desta segunda, a unidade referência em pacientes com sintomas respiratórios (suspeitos da Covid-19) será a UPH Zona Leste.

Além da UPH Zona Leste, os Pronto-Atendimentos São Guilherme, Laranjeiras, Brigadeiro Tobias e a UPA Éden, também atenderão esses pacientes, por estarem em locais distantes da cidade e para evitar grandes deslocamentos destes moradores. As UPHs Norte e Oeste ficarão com o papel de atender pacientes adultos e infantis sem problemas respiratórios.

Segundo o médico Fernando Brum, este fluxo é a primeira etapa do plano de contingência, e poderá haver mudanças no fluxo de atendimentos da cidade, conforme a necessidade observada na assistência de saúde do SUS (Sistema Único de Saúde). “Planejamos cinco etapas diferentes. Quando a capacidade de atendimentos da primeira atingir 50%, iniciaremos a preparação da segunda etapa. Somente partiremos para a próxima etapa quando a capacidade atingir 75%”, explica Brum.

Hospital de campanha e EPIs

Segundo a prefeita Jaqueline Coutinho, o contrato para a implantação da estrutura do hospital de campanha na Arena Multiuso foi assinado nesta sexta-feira (3). Para tanto, a prefeitura vai investir R$ 850 mil na estrutura.

Ainda segundo a prefeita, o município também pretende realizar a compra de dois milhões de máscaras de proteção aos profissionais de saúde, álcool em gel 70%, bem como outros insumos, bens e serviços. Ela também afirmou que os equipamentos de proteção ainda não chegaram, pois há comprovada falta no mercado. “As empresas não estão dando conta da demanda”, afirma.

Para a prefeita Jaqueline Coutinho, o número de casos registrados na cidade não é maior graças Às medidas tomadas pelo Poder Público. “Fomos a primeira cidade da região a decretar o estado de emergência e na sequência o estado de calamidade”, lembra.


O secretário da Saúde, Ademir Watanabe, destacou que é importante continuar seguindo as recomendações do Ministério da Saúde, principalmente o isolamento social. “É claro que queremos passear, ir ao shopping, mas ainda é o momento de continuarmos em casa e, assim, evitar a disseminação do vírus”, prega. “Não pode haver relaxamento.”


Segundo Jaqueline Coutinho, todas as providências que o caso requer foram tomadas pela Administração Municipal. A prefeita revelou também que há uma startup no Parque Tecnológico de Sorocaba – a Pi Project Robótica e Automação – produzindo respiradores e máscaras. “Nossas ações visam salvaguardar a saúde de nossos munícipes”, completa.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Ministério da Saúde faz pesquisa sobre situação vacinal das crianças

Saque do abono salarial do PIS 2018/2019 vai até sexta-feira

Cinco crianças abandonadas são resgatadas no fim de semana em SP

Bolsonaro diz que liberação de FGTS passa por ajuste, mas deve ser anunciada nesta 5ª

Guerra política em torno das vacinas pode prejudicar adesão à imunização

PM e GCM acabam com festa ilegal em chácara e cancelam baile funk clandestino