Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Narrativa de “Olhos que Condenam” provoca reflexão necessária sobre injustiça e preconceito

Postado em: 18/07/2019

Compartilhe esta notícia:

Erick Rodrigues

A diretora Ava DuVernay sempre conseguiu imprimir intensidade e gerar reflexão com seus trabalhos. A primeira vez que fiquei impactado com a força de uma narrativa comandada por ela foi no filme “Selma”, sobre um importante episódio da luta por direitos civis nos Estados Unidos. Depois, a cineasta impressionou com o documentário “13ª Emenda”, que discutiu a forma como os negros são afetados por uma emenda da Constituição norte-americana. Como se não bastasse, Ava é, agora, a responsável por uma das melhores minisséries dos últimos tempos, “Olhos que Condenam”, que emplacou 16 indicações ao Emmy 2019.

Compartilhe: