Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

"Na Sala com Clarice", com Odilon Esteves - veja a coluna de José Simões

Foto: divulgação
Postado em: 06/01/2021

Compartilhe esta notícia:

TEATRO SÃO PAULO - O Solo  Na Sala com Clarice de Odilon Esteves foi criado durante a quarentena em regime de isolamento físico e volta a ser apresentado ao vivo pela plataforma Zoom, depois de pausa de final de ano, no próximo dia 09 de janeiro. 

 

Os espectadores escolhem, ao longo da sessão, por enquete eletrônica, a partir das opções preparadas pelo ator, os textos que gostariam de ouvir interpretados. A transmissão é feita da sala do ator para a sala do espectador.

 

A proposta deste projeto é apresentar alguns de seus textos na íntegra, oralizando a palavra escrita com vistas a potencializar o encontro desta com o público. Um trabalho que pretende ser acessível e convidativo, mas sem simplificações. O espectador será munido de ferramentas para acessar outras camadas da obra de Clarice, praticamente sem cortes no seu original.

 

A aplicação do método das Ações Vocais (de Constantin Stanislavski), que Odilon Esteves vem estudando desde 2002, aproxima o espectador do texto e das imagens propostas pela autora. O minimalismo da encenação visa concentrar-se no essencial, descartando tudo o que seja supérfluo no cenário e figurino, ou redundante e ilustrativo no movimento e na ação física, para dar espaço à imaginação do espectador e jogar com ela. A escuta como lugar de potência.

 

O projeto foi patrocinado pelo Banco do Brasil e segue os moldes de um acontecimento gastronômico, oferecendo ao público um "cardápio literário" com entrada, prato principal e sobremesa, representados pelos contos e crônicas da autora. São oferecidas 15 opções para cinco serem escolhidas e apresentadas na sequência. A peça tem duração de 60 a 90 minutos, variando em função das escolhas do dia. 

 

| FICHA TÉCNICA |

Textos: Clarice Lispector. Concepção e atuação: Odilon Esteves. Codireção e direção de arte: Fernando Badharó. Trilha sonora: Barulhista. Iluminação:Lucas Pradino. Intérprete de Libras: Marcella Alves de Sousa. Produção Executiva: Ricelli Piva. Direção de produção: Juliana Sevaybricker. Produção: Agentz Produções 

 

Duração: de 60 a 90 minutos (dependendo das escolhas do público)

Classificação etária: 12 anos

Ingressos gratuitos pelo site: https://www.sympla.com.br/nasalacomclarice

Lotação: 995 pessoas

 

| TEMPORADA |

Apresentações: 09 a 31 de janeiro | sábados às 20h e domingos às 19h

Sessões com intérprete de LIBRAS: 29/01 às 20h

 

José Simões é professor e crítico teatral

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Número de casos suspeitos de coronavírus no Brasil pode chegar a 300

Em um ano, incidência da dengue no país aumenta 600%

Vigilância Sanitária interdita indústria de temperos na zona Norte de Sorocaba

Após anunciar ‘reabertura consciente’, SP bate recorde e registra 6.382 novos casos de Covid-19 em 24h

IPVA 2021 será, em média, 6,77% mais barato para proprietários paulistas

Motociclista morre após colidir em defensa metálica na SP-79