Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Na pandemia, óbitos por causas naturais crescem 11%; mortes violentas caem 26%

Jovem Pan News
Postado em: 15/06/2020

Compartilhe esta notícia:

Jovem Pan News

Entre os meses de março e maio de 2020, o número de mortes por causa natural cresceu 11,3% no Brasil. No mesmo período, as mortes por causas violentas caíram 26%. Em todo o território, o crescimento total de óbitos foi de 9%.

Os dados são do Cartórios de Registro Civil no Portal da Transparência, plataforma online administrada pela Associação Nacional dos Registradores de Pessoas Naturais (Arpen-Brasil).

Por definição, as mortes de causa natural são caracterizadas por uma doença ou por um mau funcionamento interno no corpo. Nesta classificação estão incluídas as mortes por covid-19 e demais doenças respiratórias.

Em números, esse aumento foi de 32.249 óbitos entre os meses de março e maio — passando de 284.928 em 2019 para 317.177 agora. O maior crescimento aconteceu entre os meses de abril e maio, 17,8%, enquanto que no mesmo período de 2019 este aumento havia sido de 8,8%.

Os números mostram também que a quarentena adotada em vários estados contribuiu para queda de 26% nas mortes violentas, em comparação com o mesmo período de 2019.

As mortes violentas são caracterizadas por causas externas, entres elas: acidentes de trânsito, homicídios, suicídios, afogamento, envenenamento, queimaduras, entre outros. Em 2019 elas representavam 19.748 óbitos entre os meses de março e maio. Agora, o número é de 14.598.

Os números de junho não foram contabilizados neste levantamento.

Total de óbitos

Já o total de óbitos no Brasil durante o mesmo período registrou aumento de 8,8%, passando de 304.676 em 2019 para 331.775 em 2020.

Os dados também mostram crescimento entre os meses, aumentando 7,2% em abril em comparação ao mês de março e 12,5% em maio na comparação com o mês anterior. Em 2019, o aumento entre estes mesmos meses havia sido de 8,3% e 7,2% respectivamente.

Separação por estados

O Amazonas foi o que verificou maior aumento no crescimento das mortes nesse período: 84,6%. Depois vem Ceará com 34,1%, Pará com 28,8%, Pernambuco com 28,7%, Rio de Janeiro com 22,9% e Maranhão com 21,7%.

São Paulo registrou aumento de 9,5%, passando de 76.821 em 2019 para 84.172 em 2020. Na contramão, Minas Gerais, Paraná, Distrito Federal e Rio Grande do Sul viram o número de óbitos por causas naturais diminuir na comparação com o ano de 2019.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Manifestantes e militares venezuelanos entram em confronto na fronteira com o Brasil

“Bom Sucesso” é um alívio aos textos pobres e repetições do gênero

Prefeitura prorroga até novembro prazo de contestação sobre valores do IPTU Complementar

Câmara vota proposta de Orçamento para 2021 de R$ 3 bi nesta quarta sem impactos da pandemia

Debate – Coronavírus: Jaqueline e prefeitos debatem os desafios das cidades no combate à pandemia

Obra do BRT atinge novamente rede de abastecimento e bairros da Zona Norte ficam sem água