Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Morre morador de rua que dormia em sacos de lixo após atropelamento por trator em praia do litoral

Foto: Folhapress
Postado em: 13/01/2020

Compartilhe esta notícia:

Larissa Teixeira, Folhapress

 

O morador de rua que foi atropelado por um trator no último dia 5, em Praia Grande (71 km de SP), no litoral paulista, morreu no sábado (11), segundo a SPDM (Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina), responsável por administrar o Hospital Irmã Dulce, onde o homem estava internado. O nome da vítima não foi identificado.

 

Segundo a Secretaria da Segurança Pública, no primeiro domingo de janeiro, o morador de rua dormia entre sacos de lixo na praia Cidade Ocian quando foi atingido no rosto pelo veículo, que fazia a limpeza da areia. Ele deu entrada no hospital por volta de 21h.

 

Esta foi a segunda morte por atropelamento no litoral sul nestas férias de verão. No dia 29 de dezembro, uma mulher de 75 anos foi atingida na praia de Itararé, em São Vicente (65 km de São Paulo). Ela morreu no dia 2 de janeiro.

 

A Prefeitura da Praia Grande afirma que o funcionário que dirigia o trator no momento do acidente é concursado e habilitado para dirigir o veículo.

 

Segundo a administração, a limpeza das praias do município é feita à noite durante a alta temporada para evitar acidentes. "A orientação da Secretaria de Serviços Urbanos é que assim que seja notado a chegada de banhistas pela manhã, o trabalho seja encerrado. A orientação já foi reforçada pela equipe junto aos funcionários", afirmou em nota no último dia 6.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Secretário de Educação de SP está na UTI com coronavírus

População volta a solicitar novas ligações de água e esgoto

Secretária da Saúde e padre Flávio se encontraram com presidente em Brasília

Vídeo: fábrica clandestina de cigarros é fechada pela PM e seis são detidos

Programa do Parque Tecnológico de Sorocaba para conectar empresários tem inscrição até sexta

Homem é preso após descumprir medida protetiva e ameaçar ex-companheira de morte