Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Moradores da Vila Hortência se queixam de problemas na saúde e na limpeza pública

Postado em: 24/11/2018

Compartilhe esta notícia:

As reclamações referentes a problemas nas áreas de saúde e de limpeza pública predominaram na sétima edição do Programa Câmara de Bairro em Bairro, realizado neste sábado (24) na Casa do Cidadão Nogueira Padilha, na Vila Hortência. Os participantes, assim como os vereadores, enfatizaram ainda a necessidade de que a Unidade Pré-Hospitalar (UPH) Zona Leste continue a funcionar.

O evento foi realizado pela Câmara Municipal de Sorocaba, presidido pelo vereador Rodrigo Manga (DEM), que também está à frente dos trabalhos do Legislativo. Ainda marcaram presença nessa ação os vereadores Wanderley Diogo (PRP), Hudson Pessini (MDB), Luis Santos (Pros), Fernanda Garcia (Psol), Fernando Dini (MDB) e Iara Bernardi (PT).

Além dos moradores da Vila Hortência, populares que residem em outros bairros da Zona Leste, como Árvore Grande, Bairro dos Morros, Jardim Astro, Vila Sabiá, Jardim Bandeirantes, Barcelona, Jardim Colorau, Vila Haro e Jardim Prestes de Barros estiveram presentes. Cerca de 120 pessoas acompanharam presencialmente o “Câmara de Bairro em Bairro” que também foi transmitido ao vivo via Facebook e pela Rádio Câmara.

DEMANDAS

Em cada edição do programa, os munícipes têm direito à palavra, reivindicando melhorias para sua região ou apresentando sugestões que poderão ser transformadas em requerimentos e projetos de lei.

“Tem a questão da falta de contêiner. Preciso andar mais de um quarteirão para depositar o lixo. Mas o principal é a questão da UPH Zona Leste, que jamais pode ser desativada. A saúde deve ser a principal preocupação do poder público”, enfatizou a munícipe Muna Canineu. Moradora da Vila Sabiá, Márcia Rodrigues concorda e aponta ainda a demora da realização de exames de sangue pela Unidade Básica de Saúde (UBS) daquele bairro.

Já Geriane Evangelista criticou o estado de abandono do Parque dos Espanhóis e a sujeira em terrenos localizados no bairro onde reside, a Vila Colorau. “Na Vila Haro as praças e terrenos também estão cheios de mato e falta uma academia ao ar livre”, complementou Zilda Rodrigues. Ao passo que Marcelo Guerra e Renato Proença reclamaram da quantidade de pedintes nas ruas e de usuários de drogas.

As demandas apresentadas pela população ainda sinalizaram a necessidade da reabertura das unidades do Sabe Tudo, melhorias no trânsito, ações de poda de árvore; implantação de rede de esgoto; construção de pontes; segurança pública e erradicação de infestação de carrapatos, entre outros.

“Por exemplo, vamos solicitar campanha de castração de animais, a realização do programa Cidade limpa e uma fiscalização no zoológico. Todos os pedidos apresentados neste sábado serão compilados e darão origem a um documento que será encaminhado à Prefeitura até o dia 13 de dezembro. Dessa forma, a demanda, mesmo que já feita anteriormente à Prefeitura, ganha mais força para a solução dos problemas”, adianta Manga.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Polícia Rodoviária prende motorista com R$ 170 mil em veículo e tentativa de suborno

Jaqueline Coutinho faz primeira reunião com secretários e pede união de todos

INSS inicia pagamento da primeira parcela do 13º dos aposentados nesta segunda

Inscrição para artistas interessados em grafitar caminhões de lixo termina 6ª feira

Secretário: pagamento da Santa Casa está em dia; dispensado repasse da Câmara

Prefeitura realiza audiência pública para discutir a LOA 2019 na sexta-feira