Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Militares israelenses começam resgate de vítimas em Brumadinho nesta segunda

Postado em: 28/01/2019

Compartilhe esta notícia:

Um grupo de cerca de 130 militares médicos, engenheiros, bombeiros e técnicos de Israel começa a trabalhar nas primeiras horas desta segunda-feira (28) nas operações de resgate na região de Brumadinho, nos arredores de Belo Horizonte (MG). Os israelenses trouxeram equipamentos modernos para rastreamento, com capacidade de captação de imagens e detectores de vozes e ecos.

As informações são da Agência Brasil.

Os homens e mulheres israelenses chegaram por volta das 21h30 a Belo Horizonte e foram recebidos pelo governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), na pista do Aeroporto Internacional de Belo Horizonte, em Confins, na região metropolitana da capital.

Os militares israelenses vão ajudar nas buscas por vítimas do rompimento da barragem da Mina Córrego do Feijão, da empresa Vale, em Brumadinho.

Na conta das Forças Armadas de Israel, no Twitter, há um vídeo em que relatam o trabalho que será feito no Brasil, semelhante a outros realizados em distintos países, como Estados Unidos, Sri Lanka, Índia, Cambodja, Congo, Argentina e Colômbia. O vídeo mostra as bandeiras do Brasil e da Índia.

Em sua conta pessoal no Twitter, o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, postou neste domingo (27) imagens dos militares enviados para o Brasil e destacou a importância da operação. “A delegação israelense está a caminho do Brasil para ajudar as vítimas do desastre do desabamento da barragem. Nós ajudamos nossos amigos.”

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Chuva em Sorocaba registra 19 mm e vento forte derruba árvores

Líder nas pesquisas, Doria, candidato ao governo de SP, quer reforçar segurança

Secretaria de Serviços Públicos e Obras divulga programação de tapa-buracos para os próximos dias

UBS’s de Sorocaba oferecem dose plena de vacinação contra febre amarela

Estátua da Havan pega fogo em SP e dono de empresa diz que foi "terrorismo"

Secretaria da Saúde: vítima de arenavírus não contraiu a doença em Sorocaba