Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Mais 11 lotes de cerveja Backer estão contaminados, informa ministério

Postado em: 19/01/2020

Compartilhe esta notícia:

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) divulgou no início da noite deste sábado (18), os resultados de análises que detectaram a presença do contaminante dietilenoglicol em mais 11 lotes de cervejas Backer.

Até o momento, dez produtos da Cervejaria Backer testaram positivo para as substâncias tóxicas: Belorizontina, Capixaba, Capitão Senra, Pele Vermelha, Fargo 46, Backer Pilsen, Brown, Backer D2, Corleone e Backer Trigo. Até o momento, as análises realizadas pelos laboratórios federais de Defesa Agropecuária constataram 32 lotes contaminados.

Diante do risco iminente à saúde pública, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) determinou no sábado (17) a interdição de todas as marcas de cerveja Backer com data de validade igual ou posterior a agosto de 2020.

O Mapa também definiu, com a Secretaria Nacional do Consumidor (Senacom) do Ministério da Justiça e Segurança Pública, os procedimentos para intimar a empresa a fazer recall dos produtos em que já foi constatada a contaminação, bem como dos produtos que ainda não tiveram a idoneidade e segurança para o consumo comprovadas para o consumidor. A medida é preventiva e vale para todo o Brasil. (Agência Brasil)

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Globo suspende gravações de "Amor de Mãe" por causa da pandemia de coronavírus

Romu prende homem que se passava por delegado federal

Polícia Militar publica edital para contratar 2,7 mil soldados; confira

‘Marketing de lacração’: Defensoria da União entra com ação contra Magalu por programa de trainee para negros

Entrega de títulos de propriedade para 182 famílias termina nesta 6ª em Votorantim

"Você não acredita na Justiça?", diz Bolsonaro sobre denúncia contra Glenn