Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Maioria com coronavírus na cidade de São Paulo tem até 49 anos

Foto: Agência Brasil
Postado em: 20/04/2020

Compartilhe esta notícia:

 

Laíssa Barros, FOLHAPRESS


Pessoas com idades entre 20 e 49 anos são a maioria entre os casos confirmados e suspeitos do novo coronavírus na cidade de São Paulo. Esta faixa etária corresponde, respectivamente, a 61,70% do casos confirmados e 60,92% dos casos em análise na cidade.


Os dados fazem parte de balanço da Secretaria Municipal da Saúde paulistana, gestão Bruno Covas (PSDB), divulgados na última sexta-feira (17). Isso significa que na data de divulgação do documento, 5.773 pessoas com idades entre 20 e 49 anos tinham a doença, ou seja, mais da metade dos casos, e outras 21.750 esperavam por resultados.


Entre todas as faixas etárias, a com maior número de casos é a entre pacientes entre 30 e 39 anos, com 27.42% do casos confirmados e 23.21% casos em análise na cidade de São Paulo.


O estudo afirma ainda que as mulheres são a maioria tanto entre os casos confirmados quanto em casos em análise. Elas representam 54,82% dos pacientes de todas as faixas etárias com Covid-19 e são 54,95% entre os pacientes suspeitos da doença na cidade.


Os dados são semelhantes no estado de São Paulo. Segundo boletim do governo João Doria (PSDB), divulgado na tarde deste domingo (19), pessoas entre 30 a 39 anos lideram casos confirmados de Covid-19 nas cidades paulistas, são 3.173. 


Seguidos pela faixa etária de 50 a 59, com 2.209 casos, e jovens de 20 a 29, 1.711 casos.


Segundo o infectologista Marcelo Otsuka, da Sociedade Brasileira de Infectologia, pessoas entre 20 e 49 anos representam a maioria dos profissionais que estão envolvidos em atividades fora de suas casas e estão mais expostos ao vírus, o que explica o alto número de casos na faixa etária.


"Infelizmente algumas pessoas não podem trabalhar de casa ou fazer isolamento social. Essa faixa etária inclui essas pessoas e explica o motivo de tantos casos. Claro que temos que contar também nessa faixa as pessoas que podem fazer isolamento social, mas não estão respeitando a quarenta, algo que prejudica muito nesse momento. Nosso sistema de saúde pode ficar defasado e ainda não temos testes para todo mundo, seria importante seguimos corretamente a quarentena proposta na nossa cidade e no nosso estado", diz Otsuka.


Paulo Rossi Menezes, responsável pela coordenadoria de controle de doenças do estado de São Paulo, lembra ainda que essas faixa etária é a maioria da população da capital e do estado de São Paulo, assim como as mulheres também são maioria dos moradores e por isso estão em maior número nos casos.


"É uma explicação lógica para o recorte. Se são a maioria da população, serão a maioria dos casos", afirma o coordenador que também ressalta a importância do isolamento social para todas as faixas etárias como forma de prevenção ao Covid-19.


A taxa de isolamento social na cidade de São Paulo neste domingo (19) era de 53%, no estado 54%, segundo dados do governo estado.


Mortalidade pela doença é maior entre os idosos Mesmo não sendo a maioria dos casos confirmados e suspeitos da doença, as mortes por Covid-19 estão concentrados em pacientes com 60 anos ou mais, totalizando 78,7% das mortes, segundo dados do governo de São Paulo na tarde deste domingo (19).


Nas faixas etárias a mortalidade no estado é maior entre 70 a 79 anos, 269 no total, seguida por 60 a 69 anos, 225 óbitos, e 80 a 99 anos, 218 mortes. 


Segundo a Secretaria de Estado da Saúde, já morreram 87 pessoas com mais de 90 anos por coronavírus em São Paulo.


15 mil exames não foram liberados Enqaunto isso, mais de 15 mil exames ainda não tiveram resultados liberados na cidade de São Paulo, o que representa 68,21% dos pedidos. Segundo a gestão Bruno Covas (PSDB), apenas 31,79% dos testes de Covid-19 tiveram resultado liberado na cidade.


A Secretaria Municipal de Saúde afirma que, por causa da epidemia, a capacidade de processar os exames tem sido menor que a demanda. As secretarias municipal e estadual de saúde informaram a reportagem que, para isso, novos testes estão sendo comprados e serão usados em profissionais de saúde que apresentarem sintomas, além pacientes internados nos hospitais públicos, como já vem acontecendo no município.

 

 

 

 

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Prefeita cria comitê para atenuar os danos causados na área contaminada da Satúrnia

Idoso é preso em flagrante após molestar de adolescente em Itu

Ibope: Bolsonaro tem 31%; Haddad, 21%; Ciro, 11% e Alckmin, 8%

À PM, vigilante sequestrado por bandidos diz ter sido rendido por "diversos homens"

Cinco anos após matar 6 e ferir outros 6 em rodovia, Hattori é preso

Corpo de homem com tatuagem nas costas é encontrado em trecho do rio Sorocaba