Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Livro “Entrelinhas da Pichação” será lançado em evento dia 10 de abril

Postado em: 01/04/2019

Compartilhe esta notícia:

Promover a aproximação entre as vozes das ruas e as vozes do universo acadêmico. Este é propósito do livro “Entrelinhas da Pichação: diálogos sorocabanos”, organizado pela Profa. Me. Thífani Postali e pelo Prof. Me. José Neto com apoio da Lei de Incentivo à Cultura (LINC).

O livro será lançado na quarta-feira, (10), às 19h, no auditório do Bloco F da Cidade Universitária “Professor Aldo Vannucchi” – Universidade de Sorocaba (Uniso), com entrada franca, e terá toda a verba arrecadada com a venda destinada ao Lar Casa Bela, instituição não governamental que presta serviço de acolhimento a crianças e adolescentes na região. Cada exemplar estará disponível pelo valor de R$ 30.

A abertura da noite de lançamento será realizada pelo educador e filósofo prof. Aldo Vannucchi, fundador da Universidade de Sorocaba. Na ocasião, haverá também uma mesa redonda com condução da profa. dra. Mara Rovida, do Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Cultura da Uniso e pesquisadora do MidCid – Grupo de Pesquisa Mídia, Cidade e Práticas Socioculturais, e do prof. dr. Marcos Reigota, do Programa de Pós-Graduação em Educação da Uniso, pesquisador e autor de diversos livros sobre educação ambiental.

No evento, serão expostas fotos realizadas durante o processo de produção do livro. Após a exposição, a coletânea de fotografias ficará disposta à apreciação do público na Biblioteca “Aluísio de Almeida” – Cidade Universitária durante um mês.

Intenção é promover diálogo

A obra reúne reflexões sob a ótica de diversas áreas do conhecimento, feitas a partir de fotografias de pichações e grafites encontrados pelas ruas de Sorocaba. Como autores, professores e pesquisadores radicados e atuantes na cidade, a exemplo do educador e filósofo Aldo Vannucchi, da delegada Fernanda Ueda e da coordenadora do núcleo de Cultura Afro-Brasileira (Nucab) Ana Maria Souza Mendes, entre tantos outros.

Para a elaboração da capa, foram convidados os artistas sorocabanos Will Ferreira e Michel Japs, que também fecham o livro com uma entrevista, na qual falam sobre o trabalho com o grafite e a relação com a cidade.

De acordo com Thífani Postali, idealizadora do projeto, a intenção da obra “não é discutir a legalidade das inscrições urbanas”, mas “provocar um diálogo entre as ruas sorocabanas e os acadêmicos, pois muitas das discussões propostas pelas ruas são assuntos debatidos em eventos acadêmicos e ambientes seletivos, o que impossibilita a maioria da sociedade de participar de reflexões que podem ser construtivas”. Entremeando as reflexões, estão as fotografias realizadas por José Neto. A diagramação da obra é de Carla Salles e a revisão e supervisão do projeto é de Isabella Pichiguelli.

Os autores da obra são: Aldo Vannucchi, Ana Maria Souza Mendes, André Luiz Sueiro, Beatriz Elaine Picini Magnana, Benedito Aparecido Cirino, Breno Pensa Barelli, Danilo Vieira Vilela, Ed Mulato, Edgar Albuquerque, Evenize Batista, Fabrício de Francisco Linardi, Fernanda dos Santos Ueda, João J. C. Sampaio, José Neto, Josefina de F. Tranquilin-Silva, Julio Cesar Gonçalves, Marcélia Picanço Valente, Marcelo de Barros Ramalho, Marcelo Rodrigues, Michelli Cristine Scapol Monteiro, Mônica Cristina Ribeiro Gomes, Nobel Penteado Freitas, Paulo Celso da Silva, Rodrigo Barchi, Roger dos Santos e Thífani Postali, além de entrevista com Will Ferreira e Michel Japs, realizada por Isabella Pichiguelli e Thífani Postali.

Presenças da noite de lançamento

Aldo Vannucchi é mestre em Filosofia e Teologia e licenciado em Pedagogia, com cursos superiores em Roma, Genebra e Louvain. Fundador e primeiro reitor da Universidade de Sorocaba, foi também membro do Conselho Nacional de Educação. É autor de dezenas de livros e artigos em jornais e revistas nacionais e estrangeiras.

Mara Rovida é docente do Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Cultura da Uniso, doutora em Ciências da Comunicação pela ECA-USP, mestre em Comunicação Social pela Cásper Libero, jornalista e membro do MidCid – Grupo de Pesquisa Mídia, Cidade e Práticas Socioculturais.

Marcos Reigota é docente do Programa de Pós-Graduação em Educação da Uniso, doutor em Educação pela Universidade Católica de Louvain e pós-doutor em Educação pela Universidade de Genebra. É biólogo, membro honorário da Academia Nacional de Educação Ambiental do México e pesquisador renomado sobre educação ambiental.

Conheça os organizadores do livro

Thífani Postali é mestre em Comunicação e Cultura pela Uniso e doutoranda em multimeios pela Unicamp. É autora de “Blues e Hip Hop: uma perspectiva folkcomunicacional” (2011) e de “Cidade e Comunicação: a miopia sobre o mundo e outros textos” (2014) e “Cidade e Comunicação: a miopia sobre o mundo, outros textos e olhares v. 2” (2016), escritos em parceria com o prof. dr. Paulo Celso da Silva.

José Ferreira da Silva Neto é mestre em Comunicação e Cultura e formado em Comunicação Social – Publicidade e Propaganda pela Uniso. Vencedor do prêmio Flávio Gagliardi de fotografia (2015). É fotógrafo atuante no mercado publicitário editorial e professor universitário nos cursos de design, arquitetura e urbanismo, e fotografia, de onde vem o interesse em investigar a cidade e a linguagem urbana.

Serviço

Evento: Lançamento do livro “Entrelinhas da Pichação: diálogos sorocabanos”

Presenças: Abertura com prof. Aldo Vannucchi e mesa redonda com profa. Mara Rovida e prof. Marcos Reigota

Quando: Quarta-feira, 10/04, às 19h

Local: Cidade Universitária “Professor Aldo Vannucchi” – Uniso – Auditório Bloco F

Venda: Exemplares a R$ 30,00, com destinação de toda a renda ao Lar Casa Bela.

Entrada: Franca

width=2000
Professor José Neto
width=668
Professora Thífani Postali

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Domingos de Oliveira e o fascínio contagiante pelas relações humanas

Trump afirma não estar preocupado que Bolsonaro seja monitorado por coronavírus

Sindicato dos servidores repercute protesto após transferência de diretora do Achilles

Novos postos de venda de estacionamento Zona Azul são credenciados em Sorocaba

Itapetininga recebe a exposição Mulheres na Arte

Câmara mantém incorporação de servidores, mas prazo sobe para 10 anos