Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Jovem nega à polícia ter dado cigarro de maconha a chimpanzé; vídeo

Postado em: 27/08/2019

Compartilhe esta notícia:

O jovem que aparece em um vídeo ao lado de um chimpanzé fumando no Santuário dos Grandes Primatas prestou depoimento à Polícia Civil, durante esta tarde de segunda-feira (26). Em depoimento, ele negou ter dado cigarro de maconha ao animal.

Apesar de a oitiva ter durado cerca de uma hora, o homem não detalhou o ocorrido ao delegado responsável pela investigação, Mário Ayres. Ele também negou ser usuário de drogas.

O vídeo repercutiu na semana passada. O rapaz, identificado como um dos autores da gravação, havia sido convocado para ser ouvido na última quarta-feira (22), no 2º Distrito Policial, mas não compareceu alegando não ter advogado de defesa.

Outros dois jovens que participaram da invasão ao santuário suspeitos de praticar também os maus-tratos ao chimpanzé ainda devem ser ouvidos.

A presidente do Santuário dos Grandes Primatas, Selma Mandruca, registrou boletim de ocorrência denunciando o caso.

O episódio também está sendo investigado pelo Ministério Público (MP). O promotor de Justiça e Meio Ambiente de Sorocaba, Jorge Marum, divulgou em sua página em uma rede social que abriu um inquérito civil no Ministério Público também para investigar o caso. Segundo ele, a investigação “servirá para buscar a responsabilização civil e indenização dos responsáveis”. Devem ser apuradas também as condições de segurança do local, afirma o promotor em nota, que relata também que os envolvidos nos maus-tratos ao primata “podem até ser presos”.

O Santuário relatou que o chimpanzé Cláudio, vítima do crime em questão, se encontra bem, sem qualquer sinal de ferimento. Ele foi cuidadosamente avaliado pela equipe de veterinários do local para averiguação de qualquer malefício a sua saúde que pudesse ser decorrente do ato.

O vídeo

Um vídeo que circula pelas redes sociais mostra um chimpanzé do Santuário dos Grandes Primatas, em Sorocaba, fumando um cigarro. O fato chamou a atenção de autoridades e ativistas de proteção ao animal.

Na filmagem, que tem duração de apenas 20 segundos, um grupo de homens brinca com a situação, enquanto o primata aparece na gravação fumando. “Dá uns trago aí, brother”, fala um dos presentes. “Queimou o beiço, que burro”, diz outro dando risada na sequência.

Compartilhe:

Copyright IPA ONLINE. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso.