Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Jovem invade escola no RS e ataca estudantes com machado

Postado em: 21/08/2019

Compartilhe esta notícia:

FOLHAPRESS

Um jovem invadiu uma escola e atacou estudantes de 12 a 13 anos e uma professora no início toda tarde desta quarta-feira (21), em Charqueadas, a 39 km de Porto Alegre.
O episódio ocorreu no Instituto Estadual Educacional Assis Chateaubriand.

Os alunos quebraram o vidro de uma janela para escapar do local. O jovem fugiu e é procurado, segundo a Brigada Militar, a PM gaúcha. O hospital da cidade atendeu seis feridos na ocorrência, nenhum em estado grave.

O agressor foi descrito pela polícia como um adolescente de 17 anos desconhecido dos alunos atacados. Ele usou uma arma semelhante a um pequeno machado e ameaçou incendiar o local.

“Ele jogou o artefato na sala de aula e agrediu um menino de 12 anos e depois cortou outro garoto”, disse Alcindo Valente Brasil, primeiro-tenente.

Além da polícia, a escola chamou os bombeiros voluntários de Charqueadas. “Fizemos os primeiros atendimentos. Nenhum ferimento foi grave, mas estavam todos muito nervosos”, contou o bombeiro Maurício Naatz.

Vinte voluntários trabalham em uma sede provisória cedida por um morador da cidade e com ajuda da prefeitura para manter os automóveis.

As vítimas foram levadas ao hospital da cidade, mas o quadro delas estável. “Foram algumas escoriações superficiais, que ocorreram principalmente quando pularam a janela para fugir”, explicou o médico Alan Carlos de Almeida Martins.

O vice-governador do estado e secretário de Segurança Pública, Ranolfo Vieira, se deslocou para a cidade. O governador, Eduardo Leite (PSDB), retorna ao estado após a notícia. Leite estava em viagem no Uruguai para apresentar oportunidades de negócios no Rio Grande do Sul.

Em novembro de 2018, um adolescente de 17 anos foi assassinado com golpes de canivete em frente ao mesmo colégio. Em março deste ano, a Polícia Civil prende um homem de 20 anos, suspeito do homicídio.

Em março deste ano, dois adolescentes invadiram uma escola em Suzano (grande SP), portando uma machadinha, flechas e um revólver, e mataram oito pessoas a tiros antes de se matarem

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Falta de vagas em creche e remédios em Sorocaba faz MP cobrar multa milionária da Prefeitura

Novo nome: população tem até esta quarta-feira para rebatizar o “Botão do Pânico”; vote

Juiz da Lava Jato sobre o caso Neymar: nem sempre a vítima é a mais fraca

Governo de SP estima que casos de coronavírus podem dobrar e chegar 265 mil em junho

Depósito de Queiroz ajudou mulher de Flávio Bolsonaro a quitar parcela de imóvel

Serra vê ação da PF como ‘abusiva’ e reforça que ‘jamais recebeu vantagens indevidas’