Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Jovem encontrada morta em rio foi assassinada por presidiário que fugiu

Postado em: 30/05/2019

Compartilhe esta notícia:

Um detento do regime semiaberto está sendo procurado por matar a estudante Rafaela Campos, de 19 anos, em Sorocaba. Câmeras de segurança registraram o momento em que a jovem foi abordada e feita refém pelo criminoso. Paulo César Manoel, de 40 anos, abordou a vítima num ponto de ônibus, na rua Paula Santos, na região central, na noite de domingo (26).

Imagens ainda mostram o criminoso caminhando com a jovem, na pista de caminhada da avenida Dom Aguirre, às margens do Rio Sorocaba. Toda a ação dura menos de meia hora. Logo após, deixar a vítima à beira-rio, o agressor é visto pela ultima vez caminhando sozinho subindo pela rua do Terminal São Paulo.

O criminoso estaria cumprindo pena em regime semiaberto por atentado violento ao pudor (estupro) e havia recebido o benefício chamado de “saidinha de Dia das Mães”, da Penitenciária “Dr. Antonio de Souza Netto”, em Aparecidinha. Ele deveria retornar à prisão na segunda (27).

Em coletiva à imprensa, na tarde desta quinta-feira (30), Luciana Bachir, responsável pela Delegacia de Investigações Gerais (DIG) confirmou que o criminoso tem passagens por furto, roubo e estupro. “São 25 anos de condenação, uma ficha policial extensa e foi beneficiado pela lei.”

O criminoso estava hospedado numa pensão, na região central da cidade. O dispositivo foi encontrado em cima da cama do quarto da pensão, onde ele estava hospedado.Antes de deixar a pensão, ele pagou em espécie com dinheiro do auxílio detento.

Ainda de acordo com informações da polícia o criminoso foi identificado por meio de um conjunto de provas como: imagens de câmeras de segurança e trabalho de inteligência policial.

Para o delegado Marcelo Carriel, da Delegacia Seccional de Sorocaba, o sistema Judiciário precisa mudar. “Elementos perigosos como este, não podem ser beneficiados”, finalizou.

width=680
Foto: Polícia Civil/divulgação

O crime

O corpo de Rafaela foi encontrado no fim da tarde de segunda-feira (27), no rio Sorocaba. A jovem, moradora de Votorantim, desapareceu após sair de casa para prestar vestibular. Seu corpo foi encontrado por pedestres no rio Sorocaba, na região da Vila Senger, próximo à avenida São Paulo. Bombeiros resgataram o corpo.

Rafaela havia saído de casa no domingo (26), pela manhã, para prestar vestibular em uma faculdade localizada no Centro de Sorocaba e depois disso não deu mais notícias à família.

A faculdade Esamc, em nota oficial, informa “que a jovem Rafaela de Campos prestou vestibular nesta instituição de ensino no último domingo, dia 26 de maio, tendo saído das instalações por volta das 18h25. Com muita tristeza, solidarizamo-nos com os familiares e amigos de Rafaela. Colocamo-nos à disposição para o fornecimento de todas as informações possíveis, que porventura colaborem com as investigações e solução do caso”.

Câmeras de segurança registraram a jovem caminhando por várias ruas do Centro por volta das 18h30. Segundo o laudo, a causa da morte de Rafaela seria afogamento.

A mãe da garota registrou boletim de ocorrência por desaparecimento no início da manhã de segunda-feira (27), relatando que a filha saiu de Votorantim para ir fazer a prova em Sorocaba no domingo, por volta das 11h30, e que não tem o costume de sair de casa sem retornar.

O corpo de Rafaela foi sepultado na última quarta-feira (29), no cemitério São João Batista, em Votorantim.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Ciro, Haddad, Boulos e Dino pedem renúncia de Bolsonaro em manifesto

Projeto que cria 5 cargos no Saae não foi votado em razão de emenda apresentada

Temer se apresenta à Polícia Federal em São Paulo após decisão da Justiça

Alunos da Rede Municipal terão de cantar hinos Nacional e de Sorocaba às segundas

ÔTOVINU! – espetáculo para crianças com mais de 1.200 visualizações no projeto TEATRO NA TELA - veja a coluna de José Simões

Flamengo não tinha autorização para instalar contêiner, diz Prefeitura do RJ