Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Jaqueline sanciona Programa de Pagamentos de Débitos Municipais

Postado em: 22/10/2019

Compartilhe esta notícia:

A prefeita Jaqueline Coutinho sancionou nesta segunda-feira (21) o Programa de Pagamento de Débitos Municipais (PPDM). O objetivo do programa é possibilitar aos munícipes a regularização de débitos municipais que estejam em atraso e inscritos na Dívida Ativa. A Lei (12.093) está publicada na edição digital desta segunda-feira da Imprensa Oficial do Município. 

O PDDM é gerenciado pela Secretaria de Assuntos Jurídicos e Patrimoniais (Saj), com auxílio da Secretaria da Fazenda (Sefaz). Quem aderir ao PDDM poderá ter até 100% de redução no valor da multa e descontos nos juros. A adesão ao PPDM poderá ser realizada pelo portal: www.sorocaba.sp.gov.br ou presencialmente nas unidades da Casa do Cidadão e a quitação dos débitos poderá ser efetivada por meio de pagamento à vista ou parcelado.

Optando pelo parcelamento, o contribuinte poderá dividir em até 36 vezes e ainda assim obter redução direta, sem necessidade de antecipar os pagamentos para obter vantagem de redução de valores. De acordo com a secretária de Assuntos Jurídicos e Patrimoniais, Roberta Guimarães Pereira, poderão participar do PPDM, os contribuintes que não estejam incluídos em programas de refinanciamentos anteriores. “Especificamente os dispostos nas leis municipais nº 11.009, de 2014 e nº 11.591, de setembro de 2017, pois anteriormente esses contribuintes já participaram de refinanciamento com condições exclusivas”, afirma. 

Ainda em relação aos parcelamentos anteriores, a Secretária de Assuntos Jurídicos e Patrimoniais esclarece que os contribuintes com débitos que foram objetos de parcelamentos em programas passados, só podem optar pelo PPDM, dividindo-o em até três parcelas. “Já no caso de débitos ajuizados que estejam garantidos por penhora on-line (Bacenjud), o contribuinte deverá procurar diretamente o setor responsável da SAJ, para que o caso seja analisado”, destaca. 

Também conforme Roberta, o PPDM visa trazer mais dividendos para a Prefeitura, sem que haja renúncia da receita. “O programa dispensa multas, porém no caso de juros e correção são até cerca de 20% de redução, pois a intenção da Prefeitura não é privilegiar inadimplentes e sim, trazer para a população uma forma de regularização para aqueles contribuintes que, por algum motivo não puderam se responsabilizar pelo pagamento”, finaliza. 

Para ser inserido no programa o contribuinte deverá ainda, cumprir algumas condições como, desistir de ações judiciais ou recursos administrativos relativos aos seus débitos e assumir que não ingressará novamente no cadastro da Dívida Ativa. Além disso, o acordo de pagamento só será efetivado após o pagamento da primeira parcela e no caso de pagamento à vista, após a quitação da única parcela. Parcelas, multas e juros O contribuinte que optar por pagamento à vista, terá 100% de redução no valor da multa e 20% de redução do valor dos juros. 

Em até duas parcelas, a redução será de 80% na multa e 15% nos juros. Entre 3 a 12 parcelas, serão 70% de redução da multa e 10% de redução dos juros. De 13 a 24 parcelas será concedido 60% de redução no valor da multa e 5% na redução dos juros. Já entre 25 e 36 parcelas, serão 50% de redução no valor da multa e os juros não serão reduzidos.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Bolsonaro exalta democracia e fala em ‘melhoria no ambiente de negócios’ em reunião do Mercosul

Mulheres comandarão CPI que vai investigar voluntária irregular de Crespo

Só louco dispensaria os conselhos de Lula, diz Haddad

Projeto oferece segunda opinião gratuita para diagnóstico de covid-19

Em cerimônia para comissionados, prefeito inaugura muro na Vila Zacarias

Por reforma na Previdência, Bolsonaro reabre canal de diálogo com Maia