Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Jaqueline aciona Manga e vereador terá que provar na Justiça afirmações feitas em lives

Arquivo
Postado em: 21/05/2020

Compartilhe esta notícia:

A prefeita Jaqueline Coutinho (PSL) abriu um processo na Justiça contra o vereador Rodrigo Manga (Republicanos) em virtude dos ataques que o parlamentar tem feito contra a Administração Municipal nas redes sociais. Manga tem 10 dias para apresentar suas explicações ao judiciário, e se não for convincente, pode ser processado por calúnia e difamação. O parlamentar foi questionado e afirmou que sua equipe jurídica está analisando o pedido e que vai se manifestar após esta análise.

O pedido da prefeita é uma notificação para explicações, e foi distribuído no Juizado Especial Criminal e Violência Doméstica Contra Mulher do Foro de Sorocaba para o juiz Hugo Leandro Maranzano. Em seu despacho, o magistrado pediu que a defesa de Manga seja intimada via imprensa oficial e estabeleceu o prazo de 10 dias para a manifestação.

A noticificação para explicações é um instrumento jurídico inserido no artigo 144 do Código Penal. Nesse caso, Manga teria proferido expressões ou conceitos dúbios a respeito da administração de Jaqueline em suas lives, e deve explicar as afirmações. Se não for convincente, pode responder um processo por calúnia e difamação.

Manga tem realizado postagens diárias em suas redes sociais abordando a construção e os gastos feitos no Hospital de Campanha e no combate ao Covid-19. Nos vídeos, o vereador comenta que a Prefeitura tem feito muitos gastos e apresentado poucos resultados. A Prefeitura contestas os dados apresentados por Manga.

 

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Leilão de Imóveis, Veículos e outros com 50% de desconto. Confira!

Prefeitura recebe mais 26,5 mil testes covid e intensifica testagem na população

Onyx exonera servidores de área que empregaria professor de inglês indicado por ele

SAAE alerta para risco de desabastecimento em bairros

Equipe escolar realiza projeto de partilha com ovo de páscoa gigante em CEI

Vereadores proíbem isopor e zeram pauta de 54 projetos na Câmara