Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Homem morre em troca de tiros com a PM; agressor havia espancado companheira

Foto: SSP
Postado em: 02/01/2020

Compartilhe esta notícia:

Um homem foi morto a tiros em confronto com a Polícia Militar, durante a madrugada de ano novo, na quarta-feira (1º), no bairro George Oetterer, em Iperó. 


Conforme a ocorrência, o suspeito havia agredido a companheira e ameaçava atear fogo na residência da irmã dela. 


Após ser agredida, a vítima conseguiu ir para a casa da irmã, que é sua vizinha. Ainda assim, o criminoso invadiu o local e passou a espancar todos que estavam no imóvel com socos e chutes. Ele foi embora da residência e, em tom de ameaça, disse que iria buscar sua arma de fogo e retornar ao local para atear fogo na residência. 



A PM foi acionada e foi até o imóvel do agressor. Um dos policiais, protegido por um escudo à prova de balas, ao entrar pela porta da cozinha, notou que o autor estava saindo de seu quarto com uma arma de fogo. 

 

Os policiais ordenaram que o agressor soltasse a arma, mas ele não obedeceu e atirou contra a equipe, que revidou os disparos. Os PMs notaram que a cozinha estava com uma pilha de roupas em chamas, além de muita fumaça pelo local, sendo necessário uso de extintor de incêndio para conter o fogo. Foi constatado ainda um forte cheiro de gás no ambiente. 



Nenhum policial se feriu.  O agressor foi socorrido até o Pronto Atendimento de Iperó, ms ele não resistiu e morreu. 



Todas as armas utilizadas na ocorrência foram apreendidas, sendo a da polícia e a do agressor, um revólver 38 com numeração suprimida. Elas serão objetos de perícia técnica a ser realizado pelo Instituto de Criminalística.      

 

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Homem é detido e adolescente é liberado após furto de veículo

Adolescente é liberado após ser flagrado com moto roubada

Flávio Amary é eleito presidente de Fórum Nacional ligado ao setor da Habitação

Ninguém acerta a Mega-Sena e prêmio acumulado é R$ 43,5 milhões

Homem que torturou e matou o próprio filho é condenado a 33 anos de prisão

Deputado do PT recorre à Justiça para suspender a previdência estadual do governador João Doria