Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Homem é preso em rodovia com R$ 2,5 milhões escondidos em picape

Postado em: 28/06/2019

Compartilhe esta notícia:

FOLHAPRESS

Um homem de 34 anos foi preso na rodovia Régis Bittencourt, na altura da cidade de Registro (SP), com ao menos R$ 2,5 milhões de origem suspeita. A contagem foi feita pelos policiais rodoviários e ainda é preliminar.

O suspeito, que não teve a identidade revelada pela PRF, dirigia uma picape 4×4 e foi parado por volta das 11h desta sexta-feira (28) numa fiscalização de rotina no km 430 da rodovia.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), ao ser abordado, o suspeito demonstrou estar nervoso quando precisou apresentar os documentos. “A condição do veículo e a habilitação do motorista tinham registros normais mas, desconfiados dele, os policiais rodoviários federais decidiram fazer uma verificação detalhada do veículo”, segundo trecho de nota da PRF.

Na vistoria minuciosa feita na picape, os policiais encontraram o dinheiro dividido em diversos pacotes escondidos no painel do carro. “Havia muitos pacotes, que foram retirados e abertos, mostrando muitas notas de R$ 50,00 e R$ 100,00. A contagem preliminar apontou a quantia aproximada de R$ 2,5 milhões”, informou a PRF.

O motorista negou ser dele a quantia milionária e que pegou a picape num shopping da capital paulista e entregaria o dinheiro para uma pessoa em Balneário Camboriú (SC).
O suspeito foi detido e encaminhado pelos policiais rodoviários para a delegacia de Registro, que fará a contagem oficial do dinheiro e será a responsável pelo inquérito policial sobre o caso. O motorista não possui passagem anterior pela polícia.

A investigação buscará saber qual é a origem do dinheiro e a pessoa que iria recebê-lo.
“Ainda para averiguação pelas circunstâncias dos fatos (modo do acondicionamento, modo de transferência de elevada quantia, desconhecimento de detalhes pelo portador e, principalmente, falta de comprovação de sua origem), o inquérito também vai buscar informações sobre um possível crime de lavagem de dinheiro”, disse a PRF.

Para reaver o dinheiro, o proprietário dos valores terá que comprovar a origem da quantia.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Jaqueline segue Doria e anuncia reabertura de salões e bares em Sorocaba

Urbes assume gestão do Integrabike em Sorocaba; licitação deve ser aberta até dezembro

Ministério Público do RJ pede foro especial para Flávio Bolsonaro no caso Queiroz

Homenagem no CPI-7

Há 4 dias sem reconhecer Biden, Bolsonaro diz que precisa "ter pólvora"

Com todas as regiões na fase amarela, Plano SP passa a ter atualização mensal