Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Governo vai enviar para a Câmara PEC com sistema de capitalização, informa ministro Lorenzoni

Postado em: 10/08/2019

Compartilhe esta notícia:

O ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, disse neste sábado (10) que o governo vai enviar “nas próximas semanas” à Câmara dos Deputados proposta de emenda à Constituição (PEC) que institui o modelo de capitalização no sistema previdenciário. A capitalização é um sistema em que cada trabalhador tem uma conta individual de Previdência.

As informações são da Agência Brasil.

Onyx afirmou que a equipe do ministro da Economia, Paulo Guedes, está finalizando a proposta. “Ali está o grande futuro do Brasil. Não apenas na questão previdenciária, mas preponderantemente como instrumento e alavanca de ampliar a poupança interna e trazer, assim, a libertação do Brasil do capital externo” disse Onyx, antes de participar do evento Marcha para Jesus, que teve a presença do presidente Jair Bolsonaro.

O ministro afirmou ainda que defende a contribuição patronal na capitalização, mas destacou que a equipe econômica ainda está trabalhando na proposta. “Eu defendo, por exemplo, que tenhamos optativamente ou fundo de capitalização ou poupança individual para a aposentadoria”, acrescentou. “É a Lei Áurea para o Brasil, na minha visão, do Brasil econômico a PEC da capitalização”.

O sistema de capitalização integrava a proposta de reforma da Previdência enviada pelo governo federal em fevereiro, mas o relator da PEC na Comissão Especial da Câmara, deputado Samuel Moreira (PMDB-SP), retirou esse item do seu parecer.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Jardineiro é encontrado morto com sinais de violência dentro de casa

Prefeitura usa redes oficiais para denunciar ‘suposto’ ataque à página de Crespo

Brasil ultrapassa meio milhão de casos de Covid-19

Bombeiros buscam empresário desaparecido na represa de Itupararanga

Psicólogo Pedro Rondello fala sobre diferença entre psicopata e sociopata

Queiroz depõe e diz que suposto vazamento da PF não chegou até ele