Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Governo monitora 150 pessoas que tiveram contato com sorocabano morto em decorrência de febre hemorrágica

Postado em: 22/01/2020

Compartilhe esta notícia:

O Ministério de Saúde está monitorando cerca de 150 pessoas que tiveram contato com o paciente que morreu vítima de febre hemorrágica após contrair o arenavírus.

O vírus, que não é considerado novo no país, é similar ao chamado Sabiá vírus, que matou quatro pessoas no Brasil nos anos 90. O secretário de Vigilância Sanitária, Júlio Corda, não soube dar detalhes do porque o vírus voltou, mas garantiu que os casos de contágio direto ocorreram por meio de roedores selvagens em ambientes rurais.

Ele também afirmou que, por enquanto, não há alerta para a população quanto a precauções contra o vírus. Segundo Júlio Corda, quem corre os maiores riscos são os profissionais de saúde, especialmente os que tiveram contato com o paciente que morreu.

“Alertar os profissionais de saúde que tiveram um contato mais íntimo com essa secreção, e que a gente monitore, junto com a secretaria estadual de saúde, esses contatos. A gente entende que é um evento raro, pontual, mas que a nossa intervenção é importante, principalmente nesses contatos em profissionais de saúde”.

O contágio de humano para humano é por meio de secreção, sangue, urina e saliva.

O secretário também destacou que não existe relação da febre hemorrágica com os casos do novo vírus da China, que é o coronavírus.

A vítima é um pintor de 52 anos, morador do bairro Vila Carvalho. A Secretaria Municipal da Saúde não divulgou o nome dele. Ele faleceu após 12 dias da internação.

Os sintomas da doença se assemelham aos da febre amarela: febre, dor de garganta, tontura e dores musculares.

O Ministério da Saúde também informou que planeja ir aos lugares onde essa vítima passou e identificar se há relatos de roedores silvestres nesses locais.

Originalmente, o arenavírus pode ser encontrado em roedores silvestres, e sua transmissão a seres humanos se dá por contato com saliva, urina ou as fezes desses animais.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Datena pede férias inéditas da Band e pode ser candidato em SP

Crise entre presidente Jair Bolsonaro e PSL embaralha planos para eleição municipal de 2020

Governo divulga datas de novas parcelas do auxílio emergencial

Cid Gomes vai ao TSE para impedir que Bolsonaro use seu discurso na TV

Acesso ao pontilhão da Chave recebe calçada e novo pavimento asfáltico

Governo extingue PIS-Pasep e libera R$ 1.045 para saque do FGTS