Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Governo de SP mantém retorno das aulas para EM, EJA e CEEJA em 7 de outubro

Jovem Pan News
Postado em: 18/09/2020

Compartilhe esta notícia:

Jovem Pan News

O Governo do Estado de São Paulo manteve a data para reabertura das escolas municipais, estaduais e privadas: 7 de outubro para Ensino Médio, EJA e CEEJA; e 3 de novembro para as outras turmas (fundamental e infantil). “A decisão de começar pelo Ensino Médio e pelo EJA é porque essas etapas são as mais afetadas pela evasão escolar, que prejudica estudantes mais pobres”, justificou o governador João Doria. Doria, porém, afirmou que a decisão dos municípios será respeitadas. Caso algum prefeito decida que ainda não é a hora de reabrir, ele não será punido por isso.

As atividades de reforço e extracurriculares foram retomadas no dia 8 de setembro no Estado — e devem seguir, mesmo para idades menores, durante a reabertura para EM, EJA e CEEJA. Na Cidade de São Paulo, o governo municipal anunciou na quinta-feira (17) que essas atividades retornam em 7 de outubro. A volta às aulas regular, porém, ainda não tem data definida. Mais etapas do inquérito sorológico devem ser avaliadas para que uma decisão seja tomada.

O governador João Doria anunciou também, nesta sexta, que vai disponibilizar R$ 50 milhões pelo Programa Dinheiro Direto na Escola. Com esse valor, somam-se R$ 700 milhões em recursos disponibilizados diretamente para escolas públicas do Estado. O montante é um recorde de repasse financeiro direto, 10 vezes superior aos anos anteriores. O secretário estadual de Educação, Rossieli Soares, reforçou que, apesar da data mantida, as regiões devem estar há pelo menos 28 dias na Fase 3 – Amarela do Plano São Paulo.

De acordo com Rossieli, no que diz respeito às escolas estaduais, a preferência de retorno no dia 7 de outubro é pelo 3º ano do Ensino Médio. Para que as escolas possam reabrir, deve ser apresentado um plano de retomada com protocolos — que deve ser avaliado e aprovado pelas Diretorias de Ensino e pela Secretaria de Educação. Ele destacou que as atividades só serão retomadas com esse aval da pasta e que os recursos anunciados pelo governador João Doria serão enviados de acordo com o mesmo plano de retorno.

O Estado de São Paulo tem, nesta sexta-feira (18), 924.532 casos confirmados da Covid-19 e 33.678 óbitos. A taxa de ocupação dos leitos de UTI está em 49,1% no Estado e 48,5% na Grande São Paulo. Quanto ao número dos internados, 4.003 estão em UTI e 5.673 estão em enfermarias — entre casos suspeitos e confirmados. As taxas de projeção para a 2ª quinzena de setembro está entre 960 mil e 1,05 milhão para novos casos e entre 35 mil e 38 mil para as novas mortes.

O secretário estadual de Saúde, Jean Gorinchteyn ressaltou que todo o Estado se mantém na Fase 3 – Amarela do Plano São Paulo — sem retrocessos registrados. “Tivemos queda no número de internações em relação à semana epidemiológica anterior e estamos com melhora histórica na taxa de ocupação de UTI. Esse, vale ressaltar, é o menor e melhor índice que tivemos desde o incio da pandemia”, disse. “As medidas de proteção individual continuam e continuarão, especialmente nas escolas. O respeito às medidas sanitárias, máscaras e álcool em gel vão trazer um ambiente seguro.”

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Menos da metade dos brasileiros com conta do FGTS quer sacar R$ 500

Vídeo mostra ação de atirador na Catedral de Campinas

Operação prende duas pessoas, apreende cigarros e porções de drogas em Salto

Oficina de dobradura com obra de Rachel de Queiroz é realizada na Biblioteca Infantil

Itapetininga recebe a exposição Mulheres na Arte

Final de semana terá temperaturas amenas em Sorocaba