Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

GCM leva tiro da própria arma após tentar conter confusão e morre no canteiro de obras do BRT

Foto: Divulgação/GCM Sorocaba
Postado em: 02/02/2020

Compartilhe esta notícia:

O Guarda Civil Municipal (GCM) Paulo Roberto de Moraes morreu, na madrugada deste domingo (2), após tentar intervir numa confusão na avenida Itavuvu, na altura do número 5.103, na Zona Norte de Sorocaba, por volta das 5h.

 

Segundo informações preliminares, Moraes estava à paisana e teve a sua armada subtraída por uma das pessoas, que acabou disparando contra ele.

 

Ele morreu no canteiro de obras do BRT. O caso foi apresentado no plantão Norte da Delegacia Participativa e deverá ser investigado pela Polícia Civil.

 

A Prefeitura de Sorocaba e o comando da GCM lamentam o ocorrido e se solidarizam com os familiares da vítima.

Ampliar o combate 


O presidente da Câmara, Fernando Dini (MDB), destacou a necessidade de se ampliar o combate à criminalidade na cidade. "Essa situação nos faz repensar a estrutura e o reforço da Segurança Pública de nossa cidade, luta essa que tanto travamos e cobramos não somente no posto de presidente da Câmara de Sorocaba e vereador, como também quando ocupei o cargo de Secretário Municipal de Segurança e Defesa Civil".

 

Para Dini, é preciso destacar a "responsabilidade" que o poder público tem com os profisionais que atuam na segurança pública do município e que dedicam a vida em defesa da comunidade. "Eles saem todos os dias de casa, sem a certeza de que retornarão. Por isso a necessidade constante de políticas públicas de qualidade para a área de segurança, que refletirá no melhor atendimento também da população. Deixo aqui explícito todo meu respeito e apreço por essas mulheres e homens de honra, que defendem diariamente Sorocaba".

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

"Bom Sucesso" e "Amor de Mãe" resgatam o prazer de ver boas novelas

Conselho Tutelar: “dormimos com bebê em escritório por falta de apoio e vagas”

Número de grávidas com HIV aumenta quase 40% em dez anos

Bolsonaro diz que processo no TSE que pode cassar chapa presidencial é "começar a esticar a corda"

Espanhóis saem às ruas pela 1ª vez para se exercitar após 49 dias de confinamento

Motociclista morre após cair sozinho na rodovia Sorocaba-Salto de Pirapora