Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

“Game of Thrones” queria “mitar”, mas acabou apressada e desvalorizando personagens

Postado em: 20/05/2019

Compartilhe esta notícia:

Erick Rodrigues

* Alerta de spoilers!

Antes mesmo de chegar ao episódio final, exibido neste domingo (19), “Game of Thrones” já estava com lugar garantido entre as grandes séries da televisão mundial, espaço, diga-se de passagem, conquistado por inúmeras qualidades e a capacidade de arrebatar milhares de espectadores. A produção, baseada até certo ponto nos livros de George R.R. Martin, tem um diferencial: talvez seja a que mais se beneficiou da repercussão alcançada nas redes sociais. Tentando aqui fazer um exercício de memória, não consigo, no momento em que escrevo essas linhas, pensar em outra, no panteão das grandes, que tenha lidado com esse fenômeno de forma tão intensa. “The Sopranos” e “Friends”, por exemplo, terminaram antes que essas redes virassem o que são. A excelente “Breaking Bad”, justiça seja feita, estourou mais e virou cultuada depois que acabou. Já “Game of Thrones” foi erguida ao Olimpo, por likes e tuítes, antes do fim, mas, para a história, isso não fez bem.

Compartilhe: