Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Fiscalização da Prefeitura fechou 10 comércios hoje; Desde o dia 29, foram 285

Agência Sorocaba
Postado em: 15/07/2020

Compartilhe esta notícia:

A Prefeitura de Sorocaba já visitou mais de 5.300 estabelecimentos comerciais desde a primeira ação “Todos Contra a Covid”, que começou na região Central no dia 11 de junho e ocorre até o momento como forma de prevenção à Covid -19. Desde o dia 29, foram fechados 285 estabelecimentos, sendo 10 nesta quarta-feira (15).

De lá pra cá, ainda na vigência do decreto 25.663, no qual  o trabalho principal era o de orientação,  foram visitados 2.100 estabelecimentos comerciais. A partir de 29 de junho,  com a vigência do decreto municipal nº 25.799,  foram mais 3.200 estabelecimentos fiscalizados, com fechamento de 285 destes. Do total,  68 puderam reabrir por se adequarem às determinações de comercialização principal de produtos e serviços considerados essenciais.

De acordo com o diretor de área da Secretaria de Segurança Urbana (Sesu), Deny Silva, a intenção da Fiscalização não é a de prejudicar o comerciante e sim que seja cumprido aquilo que determina a lei. “Temos que levar em consideração o momento epidemiológico que estamos vivendo e a possível  contaminação do novo coronavírus. A intenção é evitar a aglomeração de pessoas e a transmissão da doença Covid-19”, enfatizou.

Neste momento, para atingir  todas as áreas da cidade, a ações foram setorizadas. As visitas acontecem rotineiramente em cinco regiões: na  região Central; no Cerrado; Além Ponte; Norte 1 e Norte 2, que foram divididas devido à sua extensão. Além do cumprimento do decreto, que leva em consideração a essencialidade do que está sendo comercializado e não apenas as atividades descritas nos registros da empresa , o CNAE (Classificação Nacional de Atividades Econômicas). A reabertura do estabelecimento deve ser solicitada após o atendimento das regras estabelecidas e, ainda,  uma segunda visita é feita pelo setor de Fiscalização.

Nas ações da fiscalização comerciantes e clientes são orientados sobre a necessidade do distanciamento social como atitude primordial para proteção individual e coletiva, a assepsia das mãos com o uso de álcool em gel 70º e uso de máscaras faciais, como condições obrigatórias para os clientes entrarem nos estabelecimentos.

Durante as visitações deste período, a Fiscalização também pode constatar outros tipos de irregularidades, como a  falta de registro municipal que levou, inclusive, à interdição de desmanches pela falta de licença de funcionamento como ferro velho e outras irregularidades.

Qualquer cidadão pode denunciar o atendimento das regras sanitárias por meio dos canais da ouvidoria, através do site http://www.sorocaba.sp.gov.br/atendimento/; pelo whatsapp (15) 99129-2426 e também via telefone 156, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. Já aos finais de semana e feriados, o contato deve ser efetuado pelo número 153, da Guarda Civil Municipal (GCM), que trabalha no apoio às equipes de fiscalização.

Nesta quarta-feira

A Fiscalização percorreu os seguintes bairros:  Centro; Éden; Jd. Primavera; Jd. Santa Cecília; Pq. das Laranjeiras; Campolim; Julio de Mesquita; V. Jardini; Jd. Maria Antônia Prado;  Jd. Itanguá;  Pq. Sta. Isabel;  Piazza di Roma;  V. Barão;  V. Sta. Rita; V. Gabriel e V. Hortência. Foram fiscalizados 35 estabelecimentos dos quais 5 foram notificados por falta de Inscrição Municipal e 10 foram fechados por descumprimento ao Decreto 25.799/20.

 

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Ponto de ônibus da Rodoviária muda de localização a partir desta quarta

Bolsonaro diz que vida na Presidência é uma "desgraça" e que não vai surgir novo líder em 2 anos

Traficante guardava drogas em orelhão; PM descobriu esconderijo

Sorocaba registra primeiro óbito suspeito do novo coronavírus

Presidente da Câmara denuncia descaso em área ao lado de escola na Zona Oeste

Bolsonaro define 24 nomes de sua equipe de transição, diz Lorenzoni