Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Engenheiro que atestou estabilidade de barragem já ganhou prêmio por segurança

Postado em: 29/01/2019

Compartilhe esta notícia:

FOLHAPRESS

Makoto Namba, um dos engenheiros presos na manhã desta terça-feira (29), em uma operação deflagrada pelo Ministério Público de Minas Gerais, pelo Ministério Público Federal e pela Polícia Federal, venceu em 2018 um prêmio por projeto de gestão de risco geotécnico de barragens de rejeito.

Concedido pela ABMS (Associação Brasileira de Mecânica dos Solos e Engenharia Geotécnica), o prêmio foi dado a uma equipe de seis engenheiros, da qual Namba faz parte, pelo estudo de caso da barragem de Itabiruçu, em Itabira (MG, a 160 km de Brumadinho).

LAUDO DEFINIA RISCO COMO BAIXO

Um dos elementos que levaram à prisão foi um laudo, assinado por Makoto Namba, engenheiro terceirizado, e Cesar Augusto Paulino Grandchamp, geólogo da Vale. Ambos foram presos na manhã desta terça-feira (29).

O documento sobre a Barragem I, da mina do Córrego do Feijão, define o risco da estrutura como baixo, embora afirme que o dano potencial é alto.

O laudo assinado pelos dois declara inspeção de segurança na barragem e atesta “estabilidade da mesma em consonância com lei 12.334, de 20 de setembro de 2010”.

Namba é engenheiro civil da TÜV SÜD Bureau, empresa que atua na área de engenharia consultiva e está focada na gestão de projetos de construção e infraestrutura, Yassuda é diretor da empresa, segundo a polícia paulista.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Edital público chama interessados para representação esportiva em Sorocaba

"Um Lindo Dia na Vizinhança" e a força do amor ao próximo

Leitor flagra moto da Urbes com placa pendurada; empresa fará manutenção

E-mails de Crespo desmentem termo que ele mesmo fez para justificar “voluntária”

Vândalos invadem novamente creche do Jardim Califórnia e até defecam em chão

"Coringa" discute sociedade afetada por processos históricos de violência e abandono social