Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Durante visita de ministro, prefeita pede 30 respiradores para Sorocaba

Foto: Divulgação/Secom
Postado em: 16/05/2020

Compartilhe esta notícia:

A prefeita de Sorocaba, Jaqueline Coutinho (PSL), entregou ao ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Marcos Pontes, o pedido da destinação de 30 respiradores produzidos na planta da local da Flextronics para serem utilizados em unidades de saúde da cidade, destinadas ao tratamento de pacientes contaminados pelo novo coronavírus.

 

O documento foi entregue na manhã de sexta-feira (15), durante visita do ministro à empresa, que faz parte do grupo, com outras envolvidas, na produção de 6,5 mil respiradores que serão distribuídos aos estados pelo Ministério da Saúde em hospitais de todo o Brasil.

 

Durante a visita, a prefeita esteve acompanhada pelos secretários de Relações Institucionais e Metropolitanas (Serim), Maurício Mota, e Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Turismo (Sedettur), Fernando Oliveira. Também participou o deputado federal Vitor Lippi (PSDB).

 

De acordo com o vice-presidente da Flex, Leandro Santos, a empresa em Sorocaba conta com 150 funcionários, divididos em três turnos, trabalhando 24 horas por dia para atender aos pedidos.

 

A produção começou há uma semana e 50 respiradores já foram enviados a UTIs de hospitais de diversas partes do país. O presidente da empresa destacou ainda que além da Flex, o projeto da empresa contratada, a Magnamed, tem a participação da Positivo Tecnologia, Suzano, Klabin, Embraer (apoiada pela Fiat Chrysler Automóveis), White Martins, Veg e dos bancos BTG Pactual, Itaú e da Federação Brasileira de Bancos (Febraban), entre outros. O valor do investimento é de R$ 322,5 milhões. “Aqui estamos há duas ou quatro semanas a frente do que qualquer fábrica no mundo na produção de respiradores. O que nos dá muita satisfação e orgulho dessa capacidade brasileira”, disse o vice-presidente da empresa.

 

“Estou impressionado com o que vi aqui hoje na linha de produção desses equipamentos aqui em Sorocaba. Essa aquisição nos dá muita segurança ao fornecimento destes equipamentos para dar suporte aos hospitais públicos no atendimento à população. Uma vez produzidos no Brasil, ganhamos autonomia perante as compras internacionais, que ainda estão frágeis”, ressaltou o ministro.

 

Jaqueline Coutinho, que acompanhou a visitação, também ressaltou a importância da empresa sorocabana na produção desses equipamentos. “É um trabalho de extrema importância esse desenvolvido pela Flex, que nos enche de orgulho, pois trabalha nesses equipamentos que vão salvar muitas vidas”.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Polícia Militar flagra criminoso tentando furtar carro com chave de fenda no Jardim Santa Rosália

Ferrari clássica avaliada em R$ 8,9 milhões é roubada durante test drive

Maia vê quase unanimidade para adiar eleição

Prefeitura faz Campanha Educativa de Sensibilização ao Combate às Queimadas

Preço da carne cai e inflação de janeiro desacelera a 0,21%, diz IBGE

Bolsonaro diz a empresários nos Emirados Árabes que está "de coração aberto e mãos estendidas"