Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Doria anuncia 2 milhões de exames rápidos e início de testagem de pacientes leves

Jovem Pan
Postado em: 15/05/2020

Compartilhe esta notícia:

Folhapress

O governador João Doria (PSDB) anunciou nesta sexta-feira (15) a compra de 2 milhões de testes rápidos para o estado e o início dos testes para pacientes leves de coronavírus.

O anúncio foi feito foi dada durante entrevista coletiva no Palácio dos Bandeirantes, na zona oeste de São Paulo.

"Na segunda-feira os municípios já receberão uma norma técnica já iniciando a testagem dos pacientes leves. Esses pacientes não estavam sendo atendidos até então porque existe a recomendação que eles fiquem em casa. Então agora existe uma sistemática que esses pacientes serão atendidos", afirmou o coordenador do comitê estadual contra coronavírus, Dimas Covas.

Dimas Covas afirmou que, nesta sexta, forças de segurança foram testadas. Além disso, funcionários da área da saúde também serão testados.

"Com o quantitativo de testes já disponíveis, que são 1,3 milhão de testes RTPCR e mais os 2 milhões testes rápidos, nós vamos chegar a um nível de testagem nos próximos três meses que é similar ao de países como a Itália e a Espanha. Então, tem Brasil, que é 1,3, e o estado de São Paulo vai chegar a 27 mil testes por milhão de habitantes", disse.

Doria também fez fortes críticas a Bolsonaro, por supostamente segurar recursos como retaliação aos estados e aos governadores, citando reportagem do jornal O Globo.

"Gesto demonstra a insensibilidade, intolerância e incapacidade do presidente Jair Bolsonaro de entender o cargo que ocupa como presidente da República. Presidente Bolsonaro mistura os canais e pensa que administrar o país é administrar sua família", disse. "Atitude de retaliar governadores porque têm cumprido sua obrigação é um gesto deplorável".

Números atualizados

O Estado de São Paulo atingiu, nas últimas 24 horas, 58.274 casos confirmados da covid-19 e 4.501 óbitos em decorrência da doença causada pelo novo coronavírus. O aumento foi de 7% e 6%, respectivamente.

A taxa de ocupação das UTIs em 68,8% no Estado e em 84,4% na Grande São Paulo. Ao todo, são 10 mil pacientes internados, entre casos suspeitos e confirmados, em enfermarias e terapia intensiva.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Pesquisa: Bolsonaro seria escolhido presidente em todos os cenários

França suspende hidroxicloroquina como tratamento para covid-19

Prefeitura de São Paulo define fechamento parcial de vias para conter coronavírus

Colégio Ser! celebra “Sobrevivi a mais de 1000 aulas” destinado ao preparo para o vestibular

Baixo isolamento pode levar São Paulo a adiar retomada de atividades

Mais de mil pessoas morreram pelo novo coronavírus no Brasil