Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Dia Internacional marca início de campanha de combate à violência contra a mulher

Postado em: 26/11/2019

Compartilhe esta notícia:

O Conselho Municipal dos Direitos da Mulher de Sorocaba (CMDM) lançou nesta segunda-feira (25) a campanha “16 dias de ativismo pelo fim da violência contra as mulheres”, com uma série de ações voltadas à conscientização sobre a prevenção e combate ao tema. A programação conta com apoio da Secretaria da Cidadania e Participação Popular (Secid) e inclui a Conferência da Região Metropolitana de Sorocaba, cujo formulário de inscrição está disponível no site cidadania.sorocaba.sp.gov.br.

 

Os “16 dias de ativismo” são um movimento de caráter mundial, que tem por objetivo alertar à sociedade sobre a questão. A iniciativa compreende o período entre 25 de novembro, Dia Internacional pela Eliminação da Violência contra a Mulher, e 10 de dezembro, Dia Internacional dos Direitos Humanos. Uma audiência pública sobre o tema “Violências reais e simbólicas contra a Mulher”, na Câmara Municipal, abre oficialmente a campanha em Sorocaba nesta segunda-feira, a partir das 19h.

 

Na quinta-feira (28), estão agendadas duas atividades: às 14h, a palestra “Pensando masculinidades e seus impactos sobre a violência”, no auditório da Secretaria de Igualdade e Assistência Social (Rua Santa Cruz, 116, Centro); e às 19h, com a exibição do documentário “O Silêncio dos Homens”, exclusivamente ao público masculino, no Sindicato dos Metalúrgicos (Rua Júlio Hanser, 140, Jardim Faculdade).

 

A roda de conversa “Violência contra a mulher e a rede de proteção” será promovida no dia 5 de dezembro, a partir das 19h, na subseção da Ordem dos Advogados do Brasil (Avenida Três de Março, 495, Alto da Boa Vista). Já a 5.ª Conferência Intermunicipal da Região Metropolitana de Sorocaba de Políticas para as Mulheres, está prevista para o dia 7 de dezembro, das 8h às 17h, no auditório do Senac (Avenida Coronel Nogueira Padilha, 2.392, Vila Hortência).

 

O encerramento da campanha acontece em 10 dezembro, às 19h, com a palestra “Os direitos das mulheres e os direitos humanos: instrumentos de combate à opressão”, na Faculdade de Direito de Sorocaba (Rua Ursulina Lopes Torres, 123, Vergueiro). Segundo a presidente do CMDM, Emanuela Barros, as entidades envolvidas com a programação “realizarão rodas de conversas e panfletagens de um material alertando sobre os tipos de violência contra as mulheres e informando a rede de apoio existente em Sorocaba”, na região central, terminais de ônibus, entre locais com grande circulação de pessoas.

 

Conferência Intermunicipal 

 

A programação e o formulário de inscrição para participação na 5.ª Conferência Intermunicipal da Região Metropolitana de Sorocaba de Políticas para as Mulheres estão disponíveis pelo site cidadania.sorocaba.sp.gov.br. Organizada pelas Prefeituras de Sorocaba, Votorantim, Salto e Araçariguama e pelo CMDM, o tema segue as diretrizes das etapas das Conferências Estadual e Nacional, estabelecidas pelo Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos.

 

Para a secretária Secid, Suélei Gonçalves, a Conferência é uma oportunidade para prestação de contas, proposição de políticas públicas e integração e fortalecimento dos municípios vizinhos. “Cada vez mais o desenvolvimento de um município depende outro. Neste contexto, queremos estabelecer um espaço para que o Poder Público e a sociedade civil da Região Metropolitana de Sorocaba possam apresentar exemplos, discutir problemas em comum e articular soluções conjuntas”, acredita.

 

Conforme a presidente do CMDM, Emanuela Barros, os eixos temáticos nortearão os debates de proposições em diferentes aspectos, por exemplo, saúde integral, enfrentamento à violência, educação para equidade e diversidade de gênero, representação na gestão pública, autonomia social, econômica e cultural. “O objetivo é garantir, fortalecer e ampliar a formulação e execução de políticas públicas voltadas à mulher, auxiliando na construção de políticas nacionais e no desenvolvimento da plena cidadania”, afirma.

 

No momento da inscrição para a Conferência, a participante poderá optar em atuar como observadora ou se candidatar à delegada das etapas Estadual e Nacional, além de optar por participar de um dos três eixos temáticos de trabalho: Políticas públicas nacionais para as mulheres: debatendo acerca dos Avanços e Desafios e o Papel do Estado na Gestão das Políticas para as Mulheres; O sistema nacional de políticas para as mulheres: propostas de estrutura, inter-relações, instrumentos de gestão, recursos, política nacional de formação, estratégias de institucionalização, regulamentação e implementação do sistema; e Políticas Públicas temáticas para as mulheres: avanços e desafios e enfrentamento às violências, saúde integral, trabalho, autonomia econômica, participação nos espaços de poder e decisão, educação para a igualdade e diversidade.

 

Ao término dos debates, cada grupo apresentará suas propostas que, caso aprovadas por todas as participantes, integrará uma carta de propostas, que será encaminhada às Conferências Estadual e Nacional. Mais informações sobre a 5.ª Conferência Intermunicipal da Região Metropolitana de Sorocaba de Políticas para as Mulheres com a Secid, pelo telefone (15) 3238-2236.

 

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Homem que sequestrou, estuprou e roubou mulher em Votorantim é preso

Morador de rua é preso em flagrante por furto ao invadir estacionamento no Centro

Conselho suspende por seis meses licença de médico suspeito de abusar de pacientes

Laudo mostra que agrotóxicos causaram morte de milhões de abelhas

TSE suspende propaganda com mensagem de Lula em apoio a Haddad

Secretária diz ‘causar estranheza’ repercussão de agressão no PA