Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Dez palavras dos leitores e uma só história - veja a coluna semanal de Vanderlei Testa

Postado em: 23/11/2019

Compartilhe esta notícia:

Por Vanderlei Testa

 

 

Publiquei um ponto de interrogação na minha página da rede social e solicitei sugestões de palavras ou objetos para serem temas dos meus artigos. Recebi dezenas de sugestões. Selecionei dez por ordem de chegada.

 

 

A Elza Helena: empatia. Eva Mingorance: idosos. Sônia Maria Gonçalves: professor. Tiana Ribeiro: transição planetária. Dalva Fabíola Mallmannautorresponsabilidade. Daniel Mathiazzi: depressão e pânico. Pedro Moron: advento e Natal. Cidinha Zambianco: atividade física. Nilson Araujo: paranoia. Ivete Ferraz: presentes. E nasceu o artigo “dez palavras dos leitores e uma história”.

 

 

 


Estamos a uma semana do mês de dezembro. O tempo de Advento começa no dia 1
º. Este é um período cristão de preparação ao Natal em seus quatro domingos que antecedem a data do nascimento do Menino Jesus. E também para as crianças incentivadas pelo papai Noel a ganharem presentes.

 

 

A paranoia dos consumidores compulsivos invadem as lojas como se fossem em busca do tesouro ou do pódio como fazem os que praticam atividades físicas para serem atletas vencedores.

 

 

autorresponsabilidade, (à nossa capacidade de responsabilizarmos a nós mesmos por tudo aquilo que acontece em nossas vida) ,no entanto, deveria ser praticada por todas as pessoas com a reflexão de valores humanos e não somente em investimentosmateriais e eletrônicos. Caros, e que levam na maioria a vícios, depressão e pânico em ver a conta no cartão de crédito. Conheço vários casos.

 

 

 


A Rede Social e o apego desenfreado nos aplicativos preocupam os pais que não sabem mais o que fazer com os filhos viciados no celular. Começa inocentemente e acaba em consultórios de psicólogos e psiquiatras. Deve estar havendo uma transição planetária no espaço cibernético.

 

 

É loucura esse exagero que todos nós estamos sendo absorvidos pela feiticeira internet. Ela trocou a vassoura por fibras óticas. Vai mais rápido de um ponto a outro do planeta.

 

 

 



 

A empatia do ser humano com outro ser humano foi substituída pela ganância do ter mais máquinas no lar, destruindo momentos de convivência na mesa das refeições de pais e filhos. Os professores já não sabem mais o que fazer. As aulas preparadas com amor e carinho pelos mestres são ignoradas pelos alunos movidos a chips e baterias. São como robôs.

 


Tenho esperança que o Menino que nascerá dia 25 de dezembro despertara um olhar de esperança nos homens e mulheres deste planeta Terra através do amor humano. Esse amor traz paz e nos faz sentir como verdadeiramente fomos criados, à imagem e semelhança de Deus.

 

 

Talvez um dia ainda volte, como comentou o Kleber Luiz Oliveira: “estamos com exposição excessiva das pessoas em colocar fotos na rede social, no lugar de conversas pessoais”. Ou, como disse o Daniel, “os males do século, redes sociais, contribuem para a depressão e síndrome do pânico? Sim ou não ?.

 

 

 

 

Próxima semana continua com novas sugestões de temas. 

 


Vanderlei Testa
 é jornalista e publicitário, e escreve aos sábados no 
www.fcebook/artigosdovanderleitesta e www.jornalipanema.com.br/opiniões

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Urbes reajustará a tarifa do transporte coletivo; passe social vai a R$ 4,40

Obras do viaduto da J.J. Lacerda avançam; vigas são montadas no antigo Matadouro

Homem é preso após embebedar e estuprar adolescente na Zona Norte

Paralimpíada tem 300 inscritos aos jogos

Com adesão de professores à greve, escolas municipais cancelam aulas

Assalto a Viracopos tem bandido morto por sniper e policial preso em caminhão de lixo; veja vídeo