Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Deputado sorocabano Danilo Balas descreve condições do IML como "show de horrores"

Foto: reprodução
Postado em: 21/12/2020

Compartilhe esta notícia:

O deputado estadual sorocabano Danilo Balas (PSL) denunciou, durante entrevista ao Jornal da Manhã, da Jovem Pan Sorocaba, nessa manhã de segunda-feira (21), as condições do prédio do Instituto Médico Legal em Sorocaba, as quais ele alegam estarem precárias.


Conforme o parlamentar, "há paredes e tetos com mofo, recepção inadequada, mulheres vítimas de crimes sexuais aguardam atendimento ao lado de presos. Falta de iluminação, efetivo de profissionais baixo causando sobrecarga de trabalho aos funcionários". 


"Para piorar, ele tem dois andares pequenos. Na parte de cima fica o necrotério e a parte de cima o setor administrativo. Quando lavam a parte de cima após necrópsia, restos de sangue e fluidos escorrem pelos buracos na parede. Essa situação não é de agora, já ocorre há muito tempo", denunciou.


Balas, durante entrevista, acusa que os governadores nada fizeram. "Não há condições de trabalho não somente em Sorocaba, mas em Itapetininga, Bauru, Santos. Em Sorocaba é um show de horrores". 


O IML é referência de atendimento para 48 cidades. Em nota, o Instituto Médico Legal (IML) informa que a unidade de Sorocaba segue operando normalmente e que melhorias no prédio estão sendo avaliadas junto à direção do instituto. 

 

O parlamentar divulgou que, no último mês de novembro, após receber denúncias do estado do IML, tentou fazer uma fiscalização no local, mas que foi impedido. 


Logo na chegada, o parlamentar foi recebido por um servidor administrativo, uma vez que o diretor do Núcleo de Perícias Médicas (NPML) do IML de Sorocaba, Tufik Charabe, estava ausente. O funcionário fez contato com o diretor, que, por telefone, disse que o deputado não poderia entrar no IML.


O parlamentar avisou que estava no local para exercer uma de suas prerrogativas, que é a de fiscalizar órgãos que atendem ao público, e foi informado que Tufik mandara impedir o seu acesso e que chamaria a Polícia Militar em caso de insistência.


Com o acompanhamento de um servidor, o deputado prosseguiu com a vistoria do IML e constatou inúmeras irregularidades, entre elas, condições inadequadas de trabalho, falta de profissionais, vazamento de fluidos do necrotério que é localizado no andar superior do prédio, péssimas condições da geladeira de manutenção dos corpos, infiltrações em paredes e teto, fiação exposta, falta de iluminação na sala da necrópsia etc.


"Encaminhei a Indicação 3.843/2020 e ofícios ao governador João Doria e ao secretário de Segurança Pública para que sejam tomadas as devidas providências com a máxima urgência", declarou Balas.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Paço Municipal de Votorantim retoma atendimento presencial a partir de segunda-feira

Feminicídios antecedem o Dia Internacional da Mulher em várias partes do país

Petrobras anuncia novos reajustes para gasolina, diesel e gás de cozinha

Dois vetos do Executivo a projetos de parlamentares estão na pauta nesta terça

Mais de 60% das crianças ainda não foram vacinadas contra a pólio

Mulher que acusa Neymar não citou camisinha em 1º depoimento