Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Corpo de Gabriel Diniz é liberado pelo IML e segue para João Pessoa

Postado em: 28/05/2019

Compartilhe esta notícia:

FOLHAPRESS

A Secretaria da Segurança Pública de Sergipe informou na noite desta segunda-feira (27) que o Instituto Médico Legal liberou o corpo do cantor Gabriel Diniz, 28, e dos pilotos Linaldo Xavier e Abraão Farias. Os três morreram em acidente aéreo na cidade de Estância, perto da divisa entre Sergipe e Bahia.

O velório do cantor será realizado a partir das 8h desta terça-feira (28) no ginásio Ronaldo Cunha Lima, em João Pessoa, cidade onde ele cresceu. Às 14h haverá uma missa no local. O enterro será no cemitério Parque das Acácias, mas ainda não há informações do horário. Os dois serão abertos ao público.

Gabriel Diniz, do hit “Jenifer”, estava indo se encontrar com a namorada e a família em Maceió (AL). Ele namorava com Karoline Calheiros há cerca de dois anos e iria comemorar o aniversário dela, que faz 25 anos nesta segunda (27).

O cantor viajava em um monomotor que saiu de Salvador (BA) com destino a Maceió. Segundo o Coronel Gilfran Mateus, comandante geral do Corpo de Bombeiros, o chamado sobre o acidente foi feito às 12h30.

“Recebemos o primeiro contato, diretamente da Secretaria de Defesa Social do município de Estância, dando conta de que, populares perceberam a queda de aeronave nas proximidades do povoado de Porto do Mato”, disse.

Segundo nota encaminhada pela Secretaria de Segurança Pública do Sergipe, houve dificuldade no resgate das três vítimas, “porque o local é de difícil acesso”. “A aeronave caiu numa área de mangue, a água estava acima da cintura”, disse o coronel. Ainda segundo ele, os três corpos foram retirados de dentro da aeronave.

O médico legista José Aparecido Cardoso, diretor do IML, informou que os três corpos estavam “extremamente machucados”. “(…) Com várias fraturas, exatamente porque, com a queda ocorreu politraumatismo, tanto traumatismo craniano como torácico e abdominal, levando a óbito de imediato todos eles”, disse.

A aeronave não tinha autorização para fazer táxi aéreo. Segundo informações da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil), o monomotor é do Aeroclube de Alagoas e tinha a autorização apenas para fazer voos de instrução. A Folha tentou ligar para os donos do aeroclube, mas não obteve resposta.

Segundo a Anac, a aeronave tinha o Certificado de Aeronavegabilidade, ou seja, autorização para voar, até 2023. A inspeção mecânica do monomotor também estava em dia e vigente até 2020.

O monomotor Piper, modelo PA-28-180, tinha o prefixo PT-KLO. A aeronave foi fabricada em 1974 e tinha a capacidade para o transporte de apenas três passageiros, mais o piloto.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Sequência de “Malévola” e “A Fera na Selva” estreiam nos cinemas

Pai de Neymar arranca câmera de fotógrafo em aeroporto, diz agência

Preços de corrida sobem em dia de paralisação global de motoristas de Uber

Estudantes usam cocô de cachorro para criar tijolo ecológico nas Filipinas

Saae instala macromedidor e interrompe o abastecimento em sete bairros nesta quinta-feira

Número de casos da dengue e sarampo em Sorocaba é atualizado pela Secretaria de Saúde