Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Construção de base da GCM em frente à catedral é polêmica; MP deve ser acionado

Postado em: 05/01/2019

Compartilhe esta notícia:

A construção da base da Guarda Civil Municipal (GCM) em frente à Catedral Metropolitana de Sorocaba tem gerado polêmica na cidade. Há quem defenda que o Ministério Público (MP) deve se manifestar sobre o caso. Na tarde de sexta-feira (4), a vice-prefeita, Jaqueline Coutinho, esteve no local e fez diversas fotos da obra, que encontra-se fechada com tapumes.

Após diversas manifestações de munícipes e também de pessoas ligadas à preservação do patrimônio histórico de Sorocaba, o vereador Hudson Pessini (MDB) enviou ofício ao secretário de Relações Institucionais e Metropolitanas, Flávio Chaves, solicitando cópia de autorização do Conselho Municipal de Preservação Histórico, Artístico, Arquitetônico, Turístico e Paisagístico de Sorocaba (CMDP), ligado à Secretaria da Cultura, para construção da base operacional da Guarda Civil Municipal (GCM) na Praça Coronel Fernando Prestes, na região central da cidade.

Pessini quer saber se a obra está adequada à legislação municipal. “A solicitação do documento se justifica, pois existe o Decreto Municipal 15.786, de 15 de agosto de 2007, que dispõe sobre o tombamento do prédio da Catedral Nossa Senhora da Ponte”.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Com enredo sobre educação, Águia de Ouro surpreende e conquista 1º título no Grupo Especial

Corpo de chef Kátia Baiana será cremado nesta sexta-feira em Sorocaba

Endividamento e inadimplência do consumidor têm alta em agosto

Secretária de Saúde deixa o Governo Crespo; ela é a quinta a abandonar o cargo

Doria renova quarentena até o dia 22 em todo o estado de São Paulo

MP autoriza abertura automática de contas para saque do FGTS