Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Companheira de detento do CDP passa por médico para retirar maconha da vagina

Postado em: 18/02/2019

Compartilhe esta notícia:

Uma mulher de 27 anos precisou ser encaminhada a uma unidade de saúde de Sorocaba para retirar invólucros de maconha que estavam introduzidos em sua vagina. O caso ocorreu neste domingo (17).

Segundo informações do Centro de Detenção Provisória de Sorocaba, a jovem iria visitar um detento, seu companheiro que está preso por tráfico de drogas. Ao passar pelo scanner corporal, uma servidora do CDP notou a imagem estranha em seu corpo.

Ao ser questionada, a visitante negou que estivesse com algo introduzido. Diante da situação a Polícia Militar foi acionada e a mulher foi encaminhada à UPA de Sorocaba onde passou por procedimento médico. Lá foi constatado que ela estava com invólucro introduzido em sua genitália com o peso de 0,072 kg. De lá, ela seguiu para o Plantão Policial Norte.

O preso foi isolado preventivamente e será instaurado procedimento administrativo pelo CDP para apurar responsabilidades.

width=1280 width=960

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Acusados de injúria racial no Mineirão querem se desculpar com segurança

Weintraub fica em silêncio ao depor à PF sobre fala de que botaria `vagabundos´ do STF na cadeia

Corpo de mulher é encontrado nu e com corte no pescoço em banheiro

Pesquisadores desenvolvem tecido que neutraliza novo coronavírus

Em tratamento de Covid-19, ministro da Educação diz estar com início de pneumonia

Vice sobre ação judicial: “laudo aponta que assinaturas de diretor do Saae são falsas”