Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Comissão que investiga vice vai ouvir testemunhas a partir da próxima semana

Postado em: 27/05/2019

Compartilhe esta notícia:

Após reunião realizada na manhã desta segunda-feira (27), a Comissão Processante que apura a denúncia de infração político-administrativa contra a vice-prefeita Jaqueline Coutinho (PTB), definiu as datas para realização das oitivas do procedimento de investigação. As testemunhas serão ouvidas nos dias 5 e 12 de junho, em audiências abertas, sendo que a acusada, em atenção ao pedido do advogado de defesa, será a última pessoa a ser interrogada.

“Serão ouvidas as 10 testemunhas arroladas pela vice-prefeita no documento de defesa. Eventualmente, no decorrer das oitivas pode surgir a necessidade de convocar outras pessoas”, afirma o presidente da Comissão, vereador Luis Santos (Pros). A Comissão analisa a acusação de que a vice-prefeita Jaqueline Coutinho, durante o período que esteve à frente do executivo, teria utilizado um funcionário do SAAE para fins particulares.

Membro da comissão, o vereador Engenheiro Martinez (PSDB) diz que todo o procedimento de convocação das testemunhas segue as normas definidas e com base nos documentos apresentados até o momento. “Estamos fazendo da forma que ele (advogado de defesa) pede, que a vice-prefeita seja a última declarante. Por isso vamos começar as oitivas com o diretor do Saae”, avisa. A Comissão Processante, além dos vereadores Luis Santos e Engenheiro Martinez, tem ainda como integrante o vereador Anselmo Neto (PSDB), na função de relator.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

TRF-4 nega recurso do ex-presidente Lula para ir ao velório do irmão

Maia vê urgência em PEC que reduz despesas e defende aprovação ainda neste ano

Bolsonaro chama de fake news livro que fala em demissão de Moro cogitada em 2019

Economistas se surpreendem com resultado do PIB, mas mantêm cautela

Mulher é presa com vasos de maconha em janela de apartamento no interior de São Paulo

Senador paraguaio defende morte de 100 mil brasileiros que vivem no país