Informação e Credibilidade para Sorocaba e Região.

Comissão de Saúde da Câmara denunciou há mais de um ano estado da Policlínica

Postado em: 04/12/2018

Compartilhe esta notícia:

Por Cida Muniz

A Comissão de Saúde da Câmara Municipal de Sorocaba, presidida pelo vereador Renan Santos (PC do B) visitou a Policlínica no dia 30 de outubro de 2017 e entregou ao prefeito José Crespo (DEM) um relatório com fotos da situação do prédio, inclusive com rachaduras imensas na Capela.

Além de Renan, estiveram no local os vereadores Anselmo Rolim Neto (PSDB), Hudson Pessini (MDB), José Francisco Martinez (PSDB), Antônio Carlos Silvano Junior (PV) e a vereadora Iara Bernardi (PT).

Conforme o relatório, “a Policlínica conta com aproximadamente 130 médicos de várias especialidades que atendem pacientes encaminhados das Unidades Básicas de Saúde (Postos de Saúde ou “Postinhos”). Ela foi inaugurada em 1999 e é um Centro de Especialidade e tratamento de saúde dos sorocabanos. O objetivo da visita foi o de verificar “in loco” os problemas que são sempre apontados pelos usuários do local”.

Ainda de acordo com o relatório, foram encontrados os seguintes problemas estruturais no prédio: o prédio apresenta problemas estruturais que precisam urgentemente de solução. É necessário reparo no piso e paredes que estão há tempos para serem feitos.

Necessidade de pintura geral, troca de lâmpadas, limpeza de entulhos e descartes, reparo em cadeiras, troca de espelhos, etc. “Um dos pontos importantes foram a presença de vários pontos de umidade o que podem implicar em mais problemas de saúde para os usuários devidos ao mofo e mesmo ao ambiente insalubre. A presença de trincas estruturais também é de suma importância o conserto emergencial”.

width=819

O relatório, além de abordar o atendimento na Policlínica, finaliza destacando que a Policlínica precisa de reformas emergenciais imediatas e que as reformas precisam ser feitas pelo governo municipal o quanto antes. Os recursos devem ser buscados junto à secretaria de saúde municipal através da rubrica existente de manutenção e reforma de próprios, pois isso seria a forma mais rápida de solução. “Observamos que essas reformas emergenciais devem ser realizadas de modo a não interromper os serviços de atendimento à saúde prestados no local”.

width=819

Concluindo, “a Policlínica devia ser readequada com a construção de um novo prédio ali no local onde poderia acomodar parte dos serviços prestados e ampliar o atendimento para novas demandas da saúde. Isso poderia ser feito em um segundo momento, porém já planejado e preparado para evitar gastos na reforma emergencial que serão contemplados nessa readequação.

A construção desse novo prédio traria a possibilidade de fazer com que a Policlínica se transforme em uma referência de atendimento municipal de saúde permitindo a ampliação e concentração de serviços prestados que hoje se encontram espalhados e ou não sendo prestados”.

width=1201

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS

Abastecimento será interrompido em bairros da zona oeste de Sorocaba

Zona Leste terá abastecimento de água interrompido durante a manhã desta quinta

Motoristas sobem em calçadas ou usam contramão para desviar de buracos

Cinemateca Brasileira não tem cargo prometido por Bolsonaro a Regina Duarte

Prefeitura informa que 14 bairros serão contemplados pelo serviço de manutenção paisagística nesta segunda-feira

Bolsonaro muda discurso e agora diz que anunciará seus candidatos duas semanas antes da eleição